Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

No acompanhamento do trabalho de parto podemos detectar, através do partograma:

A
Parada secundária da dilatação pode ser caracterizada por fase ativa prolongada, dilatação cervical menor que 1 cm por hora, em que a hipocinesia é a causa mais frequente e normalmente não há sofrimento fetal associado.
B
Parada secundária da descida da apresentação fetal que pode ser caracterizada por dois ou mais toques vaginais consecutivos com intervalo de 1 hora, sem modificar a altura da apresentação, independente da dilatação e mesmo com contrações uterinas efetivas.
C
Distócia funcional com parada secundária da descida da apresentação fetal, caracterizada por progressão abertura cervical 1 a 2 cm por hora, após dois ou mais toques consecutivos com intervalos de 2 horas, estando a paciente com padrão contrátil de 1 contração a cada 10 minutos com 25 segundos de duração.
D
Distócia funcional que pode ser caracterizada por fase ativa prolongada, dilatação cervical menor que 1 cm por hora, em que a hipocinesia é a causa mais frequente.
Paciente masculino, com 37 anos, apresenta-se com queixas de dores lombares esporádicas, nega febre e a diurese está presente. Ultrassom mostra imagem compatível com cálculo na pelve renal direito, com 2,3 cm, sem hidronefrose. O raio X não apresenta imagens radiopacas na topografia do trato urinário. Exames revelam: creatinina 0.83 mg/dl; ácido úrico 7,7 mg/dl; sumário de urina com PH 5; densidade 1.020, leucócitos 2 e eritrócitos 1, com presença de inúmeros cristais de urato amorfos. O médico do atendimento primário conclui que se trata de um cálculo de ácido úrico. A conduta CORRETA para esse paciente é realizar:
Com o advento de novos métodos de diagnósticos, os tumores de origem renal passaram a ser estudados de forma mais objetiva e segura. Es ses métodos têm permitido que lesões antes não detectáveis possam ser observadas em sua fase inicial. Em relação aos tumores renais, é correto afirmar:
Paciente de 68 anos, hipertenso e diabético, teve sua cirurgia eletiva de correção de aneurisma de aorta abdominal infra-renal adiada por ter necessitado de implante de stent farmacológico em artéria descendente anterior, após estratificação de risco cardiovascular. A sua cirurgia deve ser adiada por quanto tempo:
Com relação à hiperplasia prostática benigna assinale a alternativa CORRETA.
Compartilhar