Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Ginecologia

No atendimento da vítima de violência sexual com traumatismo genital deve-se oferecer profilaxia para as DSTs, exceto:

A
Neisseria gonorrhoeae.
B
Clamydia trachomatis.
C
Sífilis.
D
HIV.
E
Herpes.
Paciente masculino, 62 anos, tabagista e tossidor crônico, apresenta há três dias aumento da secreção pulmonar, que se apresenta espessa e amarelada, febre alta, chiado e dispneia. Ao exame, apresenta-se em mau estado geral, taquipneico, T = 38 ºC, cianose de extremidades ++/4; Extremidades quentes, FC = 114 bat/min; PA = 9 x 6 mmHg. Aparelho Respiratório: Estertores creptantes em bases, roncos e sibilos. Aparelho Cardiovascular: BRNF sem sopros. MMII: Sem edemas. Gasometria arterial em ar ambiente: pH = 7,22; pCO2 = 38 mmHg; pO2 = 68 mmHg; Sat O2 = 82%; HCO3 = 10 mEq/L e BE = –10 mEq/L Em relação à gasometria, pode-se afirmar:
Assinale a alternativa correta, em relação à esclerose múltipla.
Os marcadores tumorais CA-125, alfa-feto proteína e gonadotrofina estão habitualmente associados às seguintes neoplasias ovarianas, pela ordem:
Criança de 7 anos apresenta quadro de faringoamigdalite aguda, tendo sido medicada, nas primeiras 24 horas da febre, com penicilina benzatina. 14 dias após, apresenta urina escura, cor de “Coca-Cola”. Qual exame, reforça melhor a hipótese de Glomerulonefrite?
Compartilhar