Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Ginecologia

No atendimento da vítima de violência sexual com traumatismo genital deve-se oferecer profilaxia para as DSTs, exceto:

A
Neisseria gonorrhoeae.
B
Clamydia trachomatis.
C
Sífilis.
D
HIV.
E
Herpes.
Vítima de ferimento por arma de fogo, com orifício de entrada na parede anterior do hemitórax direito, no quinto espaço intercostal (EID), é admitida em Unidade de Emergência. Após estudo radiológico, que revela hemopneumotórax, recebe toracostomia pelo sexto EID. Continua com drenagem de ar e sangue, indicativas de toracotomia, que mostra ferida de cerca de 2 cm bem no meio do lobo médio. Neste caso, o procedimento cirúrgico mais indicado será realizar:
Nasce bebê de 34 semanas por cesariana de urgência por DPP. Ao exame, está hipotônico e sem movimentos respiratórios. É colocado em berço aquecido, posicionado, aspirado e secado. Em relação ao atendimento a lhe ser prestado, são apresentadas as seguintes assertivas: I. Após 30 segundos do nascimento, se permanecer em apneia, usa-se adrenalina intra tubo traqueal. II. Oxigênio a 21% na reanimação inicial pode ser tão efetivo quanto oxigênio a 100%, mas com menores riscos da hiperóxia. III. Se a FC permanecer abaixo de 60 bpm após a ventilação, deve-se começar as compressões torácicas na proporção de 5 para cada ventilação. Qual é a alternativa correta?
Os mecanismos principais da anemia da insuficiência renal crônica são deficiências de:
Recém-nascido a termo, idade gestacional 38 ½ semanas, nascido de parto natural com peso = 3460g, Apgar 8/9, evoluiu com máculas eritematosas em todo tegumento e pústulas em face, tronco e abdome. O diagnóstico MAIS PROVÁVEL é:
Compartilhar