Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente, de 35 anos, sexo masculino, casado há cinco anos, há três anos tenta gestação. Traz o seguinte espermograma: Volume = 6,0 ml; pH = 8,5; viscosidade aumentada; 20 milhões de sptz/ml; motilidade A + B = 35%. A suspeita clínica é compatível com:

A
agenesia de ductos deferentes.
B
varicocele.
C
prostatovesiculite.
D
uso de testosterona.
O diagnóstico diferencial entre a artrite séptica (tratamento cirúrgico) e a sinovite transitória do quadril (tratamento conservador) não é fácil de ser realizado. Muitas vezes, utiliza-se uma propedêutica armada de exames que demanda maior custo e requer melhor infraestrutura da instituição de saúde. Perante isso, torna-se evidente a necessidade de uma análise multifatorial dos dados clínicos e laboratoriais envolvidos para que se possam racionalizar exames visando a correta abordagem e evitando a indicação de procedimentos desnecessários, como a ressonância magnética, ou mais invasivos, como a artrocentese e a drenagem cirúrgica. Na artrite séptica do quadril, qual das alternativas abaixo NÃO é considerada como um dos preditores diagnósticos descritos por KOCHER?
Marque V (Verdadeiro) ou F (Falso) e assinale a alternativa CORRETA: ( ) Em casos de doença cardiovascular materna, a amiodarona poderá ser utilizada. ( ) A vincristina é contraindicada na amamentação, bem como a maioria dos quimioterápicos. ( ) Quando há a necessidade do uso do lítio durante a amamentação, deve-se monitorar níveis plasmáticos de lítio na mãe e no bebê, assim como a função tireóidea. ( ) Carbamazepina e ácido valproico são considerados substâncias seguras para uso durante a lactação. As respostas são, respectivamente:
A fratura de estresse da tíbia, é mais frequente em:
Menina de 18 meses de idade apresenta dor intensa no membro superior direito após ter sido bruscamente erguida pelo antebraço. Exame físico: dor à palpação, ausência de movimentos de flexão e manutenção do cotovelo em pronação. A hipótese diagnóstica mais provável para o caso é:
Compartilhar