Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Neonatologia

No Brasil, a prevalência da sífilis congênita é de 1 caso para cada 1.000 nascidos vivos, taxa elevada segundo a OMS. Na ausência de pré-natal efetivo, a possibilidade de ocorrerem parto prematuro, morte neonatal e infecção assintomática ou mesmo sintomática é muito grande. Com base nestes dados, considere as assertivas abaixo.I - Sorologia continua sendo o método preferencial para o diagnóstico.II - O tratamento da gestante até a 30ª semana de gestação previne o desenvolvimento de sífilis congênita.III - Títulos persistentes de VDRL após 12 meses de vida sugerem necessidade de reavaliação do paciente. Quais são corretas?

A
Apenas I
B
Apenas II
C
Apenas III
D
Apenas I e III
E
I, II e III
Você atende um escolar de 7 anos com história de 10 dias de tosse inicialmente seca, que progride para tosse em acessos com expectoração esbranquiçada. É acompanhada, ainda, de febre persistente, anorexia e astenia nos últimos 4 dias. No primeiro dia de febre, por conta própria, a genitora iniciou amoxacilina em doses habituais. Como a febre e tosse persistiram, a mãe resolveu procurar atenção médica. É uma criança previamente hígida, sem antecedentes pessoais dignos de nota. Tem um irmão que apresentou quadro semelhante há 1 mês. Ao exame, estado geral regular, discretamente dispneico, febril, hidratado, acianótico, ausculta cardíaca normal, respiratória com MV diminuído em 1/3 inferior direito com estertores finos, tiragem intercostal discreta e FR = 32 ipm. Ainda há discreto exantema macular em tronco. Qual a conduta correta para esse caso?
Criança de 10 meses de idade, chega à UBS CAIC Pestano, tendo realizado apenas as vacinas na maternidade logo após seu nascimento. Segundo o calendário vacinal da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, qual a conduta mais indicada na atual consulta, quanto à imunização?
Quanto ao monitoramento do crescimento da criança, assinale a opção correta:
No tratamento da gota, podemos afirmar:
Compartilhar