Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

No Brasil, a vacina mais reatogênica em uso é a DPT de células inteiras, combinada com vacina contra Haemophilus influenzae tipo B. Frequentemente causa reações locais, febre e raramente episodio hipotônico hiporresponsivo (EHH). Assinale a INCORRETA:

A
Esta vacina não possui componentes vivos.
B
O responsável pelos efeitos adversos citados da DPT é o componente diftérico.
C
A vacina BCG é segura, mas pode causar reações locais como nódulos, abscessos e muito raramente reações graves, geralmente em pacientes imunocomprometidos.
D
As reações alérgicas sistêmicas graves relacionadas a componente de determinada vacina contra-indicam as doses subseqüentes.
E
Em caso de EHH, a dose subseqüente de DPT deverá ser acelular.
A doença hemorroidária é uma das afecções anorretais mais comuns no mundo, com tratamento cirúrgico necessário em cerca de 20% dos pacientes sintomáticos. Quanto à doença hemorroidária e seu tratamento, assinale a alternativa ERRADA:
Recém-nascido de 35 semanas de idade gestacional apresenta cianose intensa desde o nascimento. Com quatro horas de vida, a oximetria mostra SaO2 de 30% em FiO2 de 100% (no capacete de oxigênio). Exame físico: cianose generalizada; B2 única. Radiografia de tórax: hipofluxo pulmonar. Eletrocardiograma: hipertrofia ventricular esquerda com eixo desviado para a esquerda. A conduta indicada é:
Jovem de 29 anos comparece ao posto de saúde queixando-se de dor de moderada intensidade no olho esquerdo há dois dias. Relata que a visão desse olho está turva. Ao exame, observa-se hiperemia apenas do olho esquerdo, especialmente na região pericorneana e ausência de secreção. A córnea se encontra clara, a resposta pupilar à luz é fraca. Diante desse quadro clínico, qual a principal hipótese diagnóstica?
Homem de 35 anos, sem doenças sistêmicas, comparece ao Pronto-Socorro apresentando epistaxe importante. Traz consigo uma toalha bastante suja de sangue. Ao exame físico, observa-se epistaxe ativa de apenas uma narina, ausência de sangue na rinofaringe à oroscopia. Após limpeza dos coágulos, observou-se o ponto sangrante. Procedeu-se à instilação de anestésico e vasoconstritor, seguido de compressão local por 10 minutos, sem êxito. Qual o próximo passo recomendado com o objetivo de interromper o sangramento do paciente?
Compartilhar