Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

No choque séptico, as manifestações clínicas são o resultado de uma resposta excessiva do hospedeiro a agentes infecciosos, caracterizada pela produção de mediadores humorais pró-inflamatórios que incluem citocinas, sistema de complemento, coagulação e fibrinolítico. No perfil hemodinâmico do choque séptico, podemos encontrar:

A
débito cardíaco normal ou elevado; resistência vascular sistêmica diminuída.
B
débito cardíaco diminuído; resistência vascular sistêmica normal ou elevada.
C
débito cardíaco normal ou elevado; resistência vascular sistêmica elevada.
D
débito cardíaco elevado; resistência vascular sistêmica normal.
E
débito cardíaco diminuído; resistência vascular sistêmica diminuída.
Sobre o Tumor de Wilms, é INCORRETO que,
Das situações abaixo, a condição em que é seguro fazer a sondagem vesical do paciente traumatizado sem maior investigação ou avaliação com urologista:
Um paciente de 65 anos com Adenocarcinoma de próstata, escore de Gleason 6 (3+3), PSA = 7 ng/ml e que ao toque retal apresenta-se com tumor confinado à mesma (T1C) poderá ser submetido a qual conduta?
Paciente do sexo feminino, de 28 anos, previamente hígida, apresenta-se com quadro de dor ocular de início há seis horas no olho direito, de caráter progressivo, com escotoma e dor à movimentação lateralizada do olhar. No exame ocular, movimentos dos olhos normais, acuidade visual 20/20 bilateralmente, reflexos pupilares com reação fotomotora diminuída do olho direito. RM demonstrou duas lesões periventriculares na substância branca, sem realce de gadolínio. Considerando os achados de ressonância de crânio, o diagnóstico etiológico é:
Compartilhar