Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Pediátrica

No paciente pediátrico portador de anomalia de rotação intestinal, o diagnóstico pode ser feito:

A
definitivamente com estudo radiológico para rotina de abdome agudo.
B
unicamente com avaliação clínica por distensão abdominal e vômitos alimentares.
C
definitivamente com o enema opaco.
D
definitivamente com a seriografia esôfago-estômago-duodeno.
E
unicamente com ecografia abdominal total.
Em relação à epilepsia, é correto afirmar que:
Paciente feminino, 49 anos, emagrecimento de 8 kg nas últimas 4 semanas, insônia, tremores e labilidade emocional. Peso atual = 72 kg. Tireóide de tamanho normal, sem nódulos, móvel e de consistência fibroelástica. Exames laboratoriais: TSH 0,001 (referência: 0,4-4,0mUI/mL) e T4L 1,60 (referência: 0,8-1,9ng/dL). Anticorpo anti-tireoglobulina positivo. Captação tiroidiana nas 24h (I131): 20%. A PRINCIPAL HIPÓTESE diagnóstica é: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição
Jorge vem ao consultório com queixa ocular de embaçamento visual progressivo e dor leve em um dos olhos, apresentando, ao exame, hiperemia da conjuntiva mais intensa em volta da córnea (perilimbar), ausência de secreção epupila em miose. Estes achados sugerem o diagnóstico de:
Paciente de 68 anos, hipertenso e diabético, teve sua cirurgia eletiva de correção de aneurisma de aorta abdominal infra-renal adiada por ter necessitado de implante de stent farmacológico em artéria descendente anterior, após estratificação de risco cardiovascular. A sua cirurgia deve ser adiada por quanto tempo:
Compartilhar