Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

No planejamento do fechamento de uma ferida resultante de um trauma em um paciente que se apresenta no Pronto-Socorro é incorreto:

A
A escada reconstrutora inicia-se pelo fechamento linear, passando-se ao enxerto cutâneo, retalho cutâneo, retalhos miocutâneos e, por fim, chegando-se aos retalhos microcirúrgicos.
B
O desbridamento da ferida é um passo importante e implica na remoção dos tecidos desvitalizados e contaminados , preservando-se os nervos, vasos sanguineos, tendões e ossos.
C
Se a ferida estiver infectada como numa fasceíte necrotizante, podem ser necessários desbridamentos extensos e repetidos.
D
Após um desbridamento deve-se realizar curativo com a intenção de fechar a ferida e mantê-la o mais seca possível.
E
As feridas suspeitas de contaminação bacteriana podem ser analisadas utilizando-se a bacteriologia quantitativa e se beneficiam de uma irrigação por lavagem a jato com soro fisiológico.
Escolar de nove anos é levada a atendimento médico. Vem apresentando, há cerca de três semanas, dor de garganta, febre alta e prostração, tendo sido tratada apenas com antitérmicos. Há uma semana apresentou quadro de artrite de caráter migratório, acometendo tornozelos, joelhos, punhos e cotovelos. Há 48 horas iniciou o uso de ácido acetilsalicílico e hoje se encontra assintomática do ponto de vista articular, retornando à consulta porque surgiram caroços no corpo. Ao exame físico: articulações normais, ausculta cardíaca normal, nódulos indolores e móveis em algumas proeminências ósseas e topografia de alguns tendões. Exames laboratoriais: discreta leucocitose, plaquetas e série vermelha de valores normais; VHS: 50 mm na primeira hora; antiestreptolisina O(ASO):1250 U Todd. Entre os dados descritos, aquele que alerta para possível evolução para cardite é:
Um paciente de 54 anos, masculino, com quadro de icterícia obstrutiva e emagrecimento. Colangioressonância revela tumoração na via biliar, na confluência dos hepáticos, com invasão do ramo esquerdo da artéria hepática. A melhor conduta a ser adotada é:
Qual a apresentação clínica mais comum de paciente com diagnóstico de carcinoma de células renais estadiamento pT1a?
Menino de 10 anos de idade é levado ao serviço de urgência com quadro de dor progressiva, há 6 horas, no pênis. Ao exame, há aumento de volume da glande e cianose distal. Quais são o diagnóstico e a conduta corretos?
Compartilhar