Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

No puerpério, os sinais do exame físico que sugerem presença de infecção intrauterina são:

A
temperatura oral de 38,5 °C, abaulamento da parede abdominal e descompressão brusca abdominal dolorosa.
B
útero amolecido, aumentado de tamanho e doloroso à palpação.
C
edema do meato uretral, abaulamento do períneo e presença de secreção purulenta na cicatriz da episiotomia.
D
útero amolecido, temperatura retal de 37,8 °C e distensão abdominal indolor.
E
temperatura oral de 37,8 °C, loquiação com odor semelhante a queijo e abaulamento da parede vaginal.
Tratando-se de Ruptura Prematura Pré-termo de Membranas (RPPM), pode-se afirmar:
Adolescente de 13 anos, sexo feminino, portador de estenose aórtica congênita leve, vai ser submetido a procedimento dentário invasivo. Neste caso, está indicada a profilaxia com:
Durante o plantão você acompanha o atendimento de ressuscitação cardiopulmonar em lactente de 18 meses. Foi realizada intubação orotraqueal, iniciadas compressões sincronizadas torácicas e ventilação na proporção de 15:2 e administração de adrenalina intravenosa. EM RELAÇÃO À CONDUTA, VOCÊ:
O tratamento do choque consiste em restabelecer o balanço entre oferta e consumo de oxigênio. Deve-se garantir oxigenação e ventilação adequadas a todos os pacientes e infundir volume de forma agressiva. Se na fase de expansão volumétrica o paciente apresentar estertoração pulmonar, hepatomegalia e piora da taquicardia, o tipo de choque a se pensar é:
Compartilhar