Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hematologia

Ortopedia

Vinicius, 45 anos, é empresário e viajará para Manaus a trabalho por 6 meses. Queixa-se de rouquidão pela manhã e azia há 4 anos. Sua mãe contava que ele apresentava episódios de diarreia na infância, acompanhados de distensão abdominal, cólica e assaduras (dermatite) persistentes. Na época foram retirados de sua alimentação o leite e seus derivados, sendo permitido o uso de iogurte. Evoluiu sem sintomas até a adolescência quando abandonou a dieta. Ao exame físico está eutrófico. Foram prescritos alguns medicamentos sintomáticos e inibidor de bomba de próton (IBP), proposta a investigação diagnóstica e a profilaxia de doenças do viajante. O uso prolongado de IBP aumenta a incidência de:

A
tumor carcinoide
B
anemia megaloblástica
C
fraturas de quadril
D
miocardiopatia
Lactente com suspeita de PCR pós aspiração de corpo estranho, deve-se inicialmente:
Sobre o teste da oximetria de pulso para Diagnóstico precoce de cardiopatia congênita crítica em recém-nascidos, conhecido como teste do coraçãozinho, assinale a alternativa CORRETA.
Você avalia a tomografia de abdome de uma criança com massa abdominal. A massa não apresenta calcificações e está distorcendo o parênquima renal. É possível ainda visualizar aumento dos linfonodos regionais e metástase hepática. Qual a principal hipótese diagnóstica?
Adolescente, 15 anos, sexo feminino, com tosse, febre, perda de peso, dispnéia, palidez, dor torácica, disfagia, derrame pleural, linfonodomegalia cervical e axilar. Rx tórax: massa mediastinal estendendo-se para hemitórax superior direito comprimindo a carina. A hipótese diagnostica é:
Compartilhar