Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

No que se refere à avaliação diagnóstica de crianças com Refluxo Gastresofágico ou Doença de Refluxo Gastresofágico considere as recomendações abaixo. I - Na maioria dos casos, a história e o exame físico são suficientes para o diagnóstico e o tratamento do Refluxo Gastresofágico. II - O raio X contrastado de esôfago e duodeno tem alta sensibilidade e especificidade para o diagnóstico de refluxo Gastresofágico. III - A monitoração esofágica do pH é um método válido e eficaz para o diagnóstico de refluxo ácido. Quais estão corretas?

A
Apenas I.
B
Apenas II.
C
Apenas III.
D
Apenas I e III.
E
I, II e III.
Teste seus conhecimentos em cardiologia pediátrica escolhendo a alternativa VERDADEIRA:
Baseado na atualização de 2015 das diretrizes de ressuscitação cardiopulmonar em pediatria, escolha a alternativa FALSA no que diz respeito ao atendimento de uma criança na rua com colapso súbito presenciado, em que você prestou o atendimento sozinho. Você detectou que a criança está inconsciente, com respiração tipo gasping e frequência cardíaca de 58 bpm.
Lactente de dez meses apresenta quadro intermitente de distensão abdominal e vômitos biliosos associados a retardo no crescimento. No período neonatal, apresentou retardo na eliminação de mecônio e evoluiu com constipação crônica. O diagnóstico mais provável é:
Lactente de seis meses, portador de tetralogia de Fallot, apresenta, pela manhã, logo após despertar, quadro de agitação, choro inconsolável, hiperpneia e cianose intensa e progressiva, evoluindo para síncope. Durante estas “crises”, a conduta terapêutica tem como principal objetivo:
Compartilhar