Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

No recém-nascido exposto ao HIV, caso a criança possua 2(duas) cargas virais indetectáveis, de acordo com o Ministério da Saúde, o próximo procedimento seria:

A
Encerrar o caso como não-portadora de HIV.
B
Realizar uma terceira carga viral.
C
Solicitar sorologia para HIV após 12 meses de idade.
D
Orientar a realização de um teste rápido para HIV.
Marque a alternativa CORRETA que contém patologias que fazem diagnóstico diferencial com as Massas inguinais:
Você é chamado para atender na sala de parto a um recém-nascido a termo, cuja mãe foi submetida à cesárea de emergência após diagnóstico de desproporção céfalo-pélvica. O recém-nascido nasceu hipotônico, cianótico, em apneia e com frequência cardíaca de 40 bpm, e necessitou de intubação traqueal, massagem cardíaca e 1 dose de adrenalina endovenosa para recuperar-se na sala de reanimação. Recebeu escore de Apgar de 1, 3 e 5, respectivamente no 1º, 5º e 10º minutos. Sobre o manejo terapêutico adequado desse recém-nascido na unidade de terapia intensiva neonatal, é correto afirmar:
Mulher de 46 anos é levada à emergência com dor importante de início súbito, em membro inferior esquerdo e com anestesia na maior parte do pé. História anterior compatível com claudicação intermitente. Usuária de anticoncepcional oral, fumante, sem pulsos distais, com diminuição de temperatura de extremidade e palidez. O diagnóstico mais provável é:
Uma adolescente de 15 anos apresenta episódios intermitentes de cefaléia há três anos. A dor é hemicrania, ora direita ora esquerda, tipo latejante, de moderada a forte intensidade, associada a náuseas, vômitos, fonofobia e fotofobia. Precedendo as crises, ela refere parestesias em face e mãos, associadas a escotomas cintilantes. As crises duram em média cinco horas e melhoram com uso de paracetamol. O exame neurológico é normal. As crises ocorrem duas vezes por mês, próximo ao período de provas escolares. O diagnóstico, nesse caso, é:
Compartilhar