Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

No sofrimento fetal crônico obstrutivo, o concepto desencadeia mecanismo de defesa que possibilita sua sobrevivência por períodos moderadamente longos. O conhecimento desses mecanismos possibilita ao obstetra através da propedêutica fetal, traçar condutas adequadas. Assinale a sequência correta do agravamento da pO2 fetal.

A
Redução do crescimento fetal/ redução do fluxo artéria umbilical/ centralização do fluxo fetal/ diástole zero e alteração do fluxo do ducto venoso.
B
Redução do fluxo da artéria umbilical/ redução do crescimento fetal/ centralização do fluxo fetal/ alteração do fluxo do ducto venoso/ diástole zero.
C
Redução do fluxo da artéria umbilical/ redução do crescimento fetal/ alteração do fluxo do ducto venoso/ centralização do fluxo fetal/ diástole zero.
D
Alteração da cardiotocografia/ alteração do fluxo da artéria umbilical/ centralização do fluxo fetal/ alteração do fluxo do ducto venoso/ diástole zero.
E
Alteração do fluxo da artéria e da veia umbilical/ centralização do fluxo fetal/ alteração da cardiotocografia/ diástole zero/ alteração do fluxo do ducto venoso.
Lucia tem 27 anos e sua mãe Vera, 55 anos. Há dois meses Vera notou durante autoexame um nódulo em mama esquerda que após investigação teve como diagnóstico carcinoma ductal infiltrante de mama. Lucia lembra que sua avó materna, Isadora também foi portadora de câncer de mama e morreu após três anos do tratamento cirúrgico. Com estas informações o Dr. Julio, mastologista responsável pelo caso, resolve investigar a possibilidade de Lúcia também desenvolver a mesma patologia fazendo pesquisa genética para identificação de mutações que possam indicar tal risco. Este estudo é realizado inicialmente em Vera e posteriormente em Lucia e em ambas o resultado foi semelhante, com a presença de mutação tipo BRCA-1. A presença de BRCA-1 positivo em Vera e Lúcia tem, para Lucia, os significados principais de:
Sobre nódulo tireoidiano é FALSO afirmar:
Os tumores benignos do fígado são frequentemente assintomáticos. O tumor que apresenta MAIOR INCIDÊNCIA de sintomas é:
Cerca de 80 a 90 % das pancreatites agudas são autolimitadas. No entanto, 10% evoluem com extrema gravidade. Os critérios de Ranson são os mais empregados para avaliar gravidade e pacientes com escore igual ou maior que 3, apresentam maior mortalidade. São sinais de gravidade na pancreatite aguda, EXCETO:
Compartilhar