Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Cardiologia

No tratamento atual do DM2 as seguintes afirmações são verdadeiras com exceção de :

A
O Diabetes Mellitus do Tipo 2 é uma doença homogênea e os pacientes apresentam uma grande semelhança em relação aos graus de resistência a ação da insulina e de comprometimento da função da célula beta de modo que o seu tratamento é o mesmo para maioria dos pacientes.
B
As drogas sensibilizadoras da ação da insulina podem ser as de primeira escolha, pois 90% dos DM 2 ao diagnóstico são obesos e apresentam resistência a ação da insulina
C
Existe uma perda progressiva da função da célula beta pancreática e secretagogos de insulina devem ser acrescentados ao tratamento durante a sua história natural quando frequentemente passam a necessitar de insulina exógena
D
A hipertensão arterial, a dislipidemia e as alterações na coagulabilidade sanguínea, quando presentes, devem ser abordadas com o mesmo grau de importância que a hiperglicemia na doença macrovascular
E
O controle da glicemia continua sendo o mais importante pois todas as complicações microvasculares dependem da hiperglicemia crônica.
Acerca da avaliação e do tratamento de pacientes politraumatizados, julgue o item subsequente. Os sinais mais precoces de síndrome compartimental são o deficit motor e o desaparecimento do pulso distal.
Em Santa Catarina, o “teste do pezinho” inclui a dosagem da tripsina imunorreativa. Concentrações acima dos limites normais são sugestivas de fibrose cística, doença caracterizada por infecções pulmonares de repetição, desnutrição e diarreia crônica. Sobre a terapêutica, podemos afirmar que:
Hérnia Interna pelo espaço de Petersen tem maior incidência após:
Quando há discromia pós queimadura significa que:
Compartilhar