Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

No tratamento inicial da hiperpotassemia, após a realização da glícoinsulinoterapia, deve-se administrar a seguinte solução:

A
gluconato de cálcio a 10%.
B
ringer lactato.
C
glicose a 5%.
D
cloreto de sódio a 0,9%.
E
sulfato de magnésio.
Paciente de 32 anos, trabalhador da construção civil, vem até a unidade básica de saúde mais próxima do local da construção onde trabalha, com trauma em 5º quirodáctilo esquerdo, ocorrido há uma hora. Queixa-se de muita dor na falange distal do referido dedo, motivo da procura pela unidade de saúde. Ao exame físico, há ausência de ferimento cortante em dedo, ausência de edema, crepitação ou dor à mobilização do dedo e presença de hematoma subungueal. O médico residente faz a avaliação e a melhor conduta a ser adotada é:
Em relação à hérnia de Spiegel, pode-se afirmar que se trata de uma hérnia:
Quanto ao uso, abuso e dependência de drogas, associe as colunas e assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA: I) Ecstasy; II) Heroína; III) Maconha; IV) Cocaína. ( ) Pode produzir aumento da frequência cardíaca e pressão arterial, a eliminação é lenta, levando cerca de 40 horas para que 95% da droga seja eliminada, o que explica a persistência de alguns efeitos por um ou dois dias; ( ) A euforia é o efeito mais proeminente de seu uso e está relacionada com o aumento da dopamina na fenda sináptica em regiões cerebrais relacionadas ao prazer e recompensa; ( ) O seu uso crônico está associado à ocorrência da síndrome amotivacional, caracterizada pela diminuição da energia, além da dificuldade em persistir em qualquer tarefa que exija atenção prolongada ou tenacidade. ( ) No tratamento da intoxicação por essa droga usa-se naloxona, além do tratamento das complicações clínicas e da possível síndrome de abstinência.
Menino de 1 ano que sofrera uma queda em andador foi trazido à emergência. A mãe relatou não ter havido perda de consciência, mas logo após o acidente ocorreram vários episódios de vômito e sonolência intercalados com quadro de agitação. À admissão, a criança encontrava-se em Glasgow 13, com pupilas isocóricas e fotorreagentes e com hematoma frontal. Não apresentava sinais de outros traumas associados nem deficit motor focal. Qual a conduta inicial mais adequada?
Compartilhar