Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Nulípara de 54 anos, hipertensa, com menopausa há 4 anos, veio à consulta para revisão ginecológica. Negava sangramentos vaginais, fogachos ou outros sintomas climatéricos, queixando-se apenas de desconforto e aumento do volume abdominal. Ao exame, o abdome estava moderadamente distendido, com discreta dor à palpação da fossa ilíaca direita. Ao toque vaginal, constataram-se útero pequeno e móvel, anexo esquerdo não palpável e anexo direito palpável e com discreto aumento de volume. A ultrassonografia pélvica evidenciou lesão cística de superfície irregular no ovário direito com septações na cápsula interna, medindo 2,5 x 3,0 cm, com baixo índice de resistência ao estudo Doppler, e presença de moderada quantidade de líquido livre. Que tumor ovariano mais provavelmente será encontrado?

A
Adenocarcinoma.
B
Teratorna de ovário maduro.
C
Disgerminoma.
D
Coriocarcinoma.
E
Fibroma.
Sobre as neoplasias das glândulas salivares, é correto afirmar:
A hipertermia maligna é caracterizada por estado hipermetabólico desencadeado pela exposição a certos agentes inalatórios, ou à succinilcolina. Sobre o tratamento é verdadeiro afirmar que:
Paciente 65 anos, sexo masculino, apresentou dor epigástrica inicial localizando-se posteriormente em fossa ilíaca direita. Ao exame físico, mostrava dor à descompressão brusca na fossa ilíaca D. Foi submetido a apendicectomia clássica, e o laudo histopatológico revelou tratar-se de adenocarcinoma invasivo mucinoso do apêndice. A conduta mais adequada, neste caso, é:
Paciente de 15 anos de idade, sexo masculino, durante uma evacuação na escola, notou sangramento retal. A colonoscopia revelou incontáveis pólipos no cólon e no reto e o laudo histopatológico da biopsia de um destes pólipos confirmou pólipo adenomatoso. O pai dele morrera aos 54 anos devido a um sangramento retal. A conduta mais apropriada, neste caso, é:
Compartilhar