Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hepatologia

Num paciente com cirrose de qualquer natureza com presença de ascite e varizes esofagianas, a presença de febre e dor abdominal difusa deve levantar a suspeita de:

A
colecistite aguda.
B
doença vascular mesentérica.
C
doença inflamatória do cólon.
D
peritonite bacteriana espontânea.
Pedro Paulo, 32 anos, casado, engenheiro agrônomo, residente em Sobral, procura seu médico de família com queixa de lesão eritematoescamosa com bordas nítidas em região inguinal, extensa, acometendo o períneo e a região glútea, bilateral. Referiu prurido intenso que provocou liquenificação e escurecimento da área. Baseando-se no caso acima e em seus conhecimentos, assinale a alternativa CORRETA:
Na avaliação do desenvolvimento de uma criança, a ausência de alguns marcos são sinais de alarme e alerta para o pediatra. Qual correlação não indica atraso no desenvolvimento?
Paciente de 30 anos foi submetida há 4 dias à operação cesariana por parada de progressão e desproporção cefalopélvica em gestação a termo. Na história clínica a amniotomia ocorreu 2 horas antes do nascimento. Há 48 horas vem apresentando queda do estado geral, cansaço e febre de 39º C. Ao exame físico, além da febre, identifica-se útero amolecido com seu fundo 2 cm abaixo da cicatriz umbilical, doloroso à palpação e com lóquios amarelados, espessos e fétidos. As mamas e a ferida operatória estão com aspecto normal. Neste quadro a infecção puerperal é compatível com:
Uma criança nascida de parto cesáreo, a termo, com Apgar 8/9, pesando 3500g, apresenta, nas primeiras 24 horas de vida, cianose associada com desconforto respiratório. Durante o exame físico, o recém-nascido encontra-se cianótico, taquidispneico (Frequência respiratória=65 irpm), taquicárdico (Frequência cardíaca=160bpm), com retrações subdiafragmáticas e intercostais. A ausculta pulmonar é normal e não é observada a presença de sopro à ausculta cardíaca. A saturação de oxigênio inicial era de 70% antes, passando a 72% após iniciar a oxigenoterapia com FiO2 de 100%. Foi feita a hipótese diagnóstica de cardiopatia congênita, sendo solicitados radiografia de tórax e ecocardiograma. A radiografia de tórax mostrou área cardíaca aparentemente sem alterações e aumento da trama pulmonar. O ecocardiograma não pôde ser realizado. A hipótese diagnóstica principal e a conduta terapêutica indicada são, respectivamente,
Compartilhar