Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Hematologia

Numa criança do sexo masculino, nascida de parto vaginal cefálico, estável, com 20 horas de vida foi observada icterícia zona III. A mãe é do grupo sanguíneo A Rh positivo, Coombs Indireto negativo. RN grupo sanguíneo O Rh negativo, Coombs Direto negativo, anemia leve com policromasia, esferócitos +++, reticulócitos 4%, leucócitos 7400 mm³ com contagem diferencial normal. Bilirrubinemia total = 16,7 mg/dl, direta = 0,3 mg/dl, indireta = 16,4 mg/dl. Qual a principal hipótese diagnóstica?

A
Talassemia maior.
B
Esferocitose hereditária.
C
Incompatibilidade materno fetal ABO.
D
Incompatibilidade materno fetal Rh.
E
Icterícia por aleitamento materno.
Paciente de 65 anos, tabagista (30 cigarros/dia) desde os 20 anos, veio a consulta urológica por hematúria macroscópica assintomática com início há 10 dias. O exame de urina apresentava número elevado de eritrócitos (mais de 100/campo) e ausência de leucócitos no sedimento urinário. A urocultura foi negativa, e os exames de função renal estavam normais. O exame digital da glândula prostática foi normal, e a dosagem do antígeno prostático específico revelou 1ng/ml. A ultrassonografia abdominal demonstrou lesão vegetante de, aproximadamente, 3 cm no trígono vesical. Com base nestes dados, qual a conduta inicial mais adequada?
Assinalar a alternativa em que todas as informações podem ser obtidas quando da realização da manobra de Leopold-Zweifel.
Segundo a Conferência do Congresso de Consenso Euro-Americana, além de hipoxemia, são critérios necessários para o diagnóstico da Síndrome de Desconforto Respirático Agudo (SDRA): I - presença de opacidades alveolares bilaterais na radiografia de tórax. II - afastar causas cardiogênicas de edema pulmonar. III - presença de pressão positiva no final da expiração maior que 10.
São fatores de risco para placenta prévia, exceto:
Compartilhar