Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Neonatologia

Doenças Respiratórias

O aleitamento materno ao seio está ABSOLUTAMENTE, contraindicado em uma das opções abaixo:

A
Mãe com tuberculose bacilífera, mãe com AIDS, mãe em uso de ciclofosfamida, neonato com asfixia grave.
B
Lactente com galactosemia, mãe em uso de ciclosporina, filho de mãe que iniciou varicela dois dias antes do parto, neonato com atresia de esôfago não corrigida.
C
Mãe com SIDA, lactente com galactosemia, lactente com fenilcetonúria, mãe em uso de ciclosporina.
D
Neonato com enterocolite necrosante, mãe em uso de metotrexate, mãe com hepatite B, mãe com hanseníase contagiante.
E
Nenhuma das opções acima.
O desvio mais comum nas fraturas supracondilianas de úmero em crianças é:
Homem de 69 anos, submetido à gastrectomia parcial com reconstrução gastrojejunal transmesocólica devido à neoplasia gástrica avançada. Nos 1º e 2º dias de pós-operatório deve-se administrar:
Considerando algumas das causas prováveis de amenorreia secundária assinale a única assertiva incorreta:
Sobre fisiologia genital assinale o grupo de assertivas totalmente incorretas: 1- O ovário responde ao GnRH de forma seqüencial e definida para produzir o crescimento folicular, ovulação e formação do corpo lúteo. 2- Existe vários níveis de “feed-back” para o hipotálamo que são conhecidos como de alças longas, curtas e ultracurtas. 3- A secreção pulsátil contínua de GnRH é necessária devido à sua meia vida (clivagem proteolítica em até 4 minutos) 4- As endorfinas estimulam a secreção de GnRH, hipotalâmico e, portanto, a secreção de FSH e LH 5- O GnRH controla a secreção do FSH, LH e PRL.
Compartilhar