Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

O câncer colorretal hereditário não polipoide (hereditary non-polypoid colorectal câncer – HNPCC) é uma das síndromes mais comuns de predisposição ao câncer (10 a 12% dos pacientes com câncer colorretal são portadores da síndrome). Assinale a afirmativa INCORRETA.

A
Acometendo exclusivamente o cólon e/ou reto, é chamada de síndrome de Lynch 1.
B
Associada a neoplasia extracolônica, como estômago, intestino delgado, endométrio, pâncreas, via urinária (principalmente tumor de células transicionais da pelve renal e ureter) e biliar, é chamada de síndrome de Lynch 2.
C
Os portadores da síndrome nascem com uma mutação germinativa em um dos alelos dos genes hMSH2, hMLH1, hPMS1 e hPMS2, gens responsáveis pelo reparo do DNA.
D
A doença é esporádica e pode ter transmissão autossômica recessiva. Os indivíduos afetados apresentam maior risco de câncer, principalmente de cólon ascendente.
E
Apesar da ausência de polipose, observam-se, em 20% dos indivíduos portadores da síndrome de Lynch, adenomas colônicos, de localização preferencial à direita.
Jovem de 29 anos comparece ao posto de saúde queixando-se de dor de moderada intensidade no olho esquerdo há dois dias. Relata que a visão desse olho está turva. Ao exame, observa-se hiperemia apenas do olho esquerdo, especialmente na região pericorneana e ausência de secreção. A córnea se encontra clara, a resposta pupilar à luz é fraca. Diante desse quadro clínico, qual a principal hipótese diagnóstica?
Homem de 35 anos, sem doenças sistêmicas, comparece ao Pronto-Socorro apresentando epistaxe importante. Traz consigo uma toalha bastante suja de sangue. Ao exame físico, observa-se epistaxe ativa de apenas uma narina, ausência de sangue na rinofaringe à oroscopia. Após limpeza dos coágulos, observou-se o ponto sangrante. Procedeu-se à instilação de anestésico e vasoconstritor, seguido de compressão local por 10 minutos, sem êxito. Qual o próximo passo recomendado com o objetivo de interromper o sangramento do paciente?
Uma médica do trabalho atende um funcionário de indústria metalúrgica, com queixa de diminuição da acuidade auditiva iniciada há meses. A perda auditiva é bilateral e progressiva. O funcionário tem 48 anos, trabalha na indústria há 20 anos e é portador de diabetes tipo 2. Após exames especializados, a médica chega ao diagnóstico de Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR) relacionada ao trabalho. Qual esclarecimento deve ser dado ao funcionário?
Estado geral de paciente, sexo masculino, 42 anos, admitido na UTI séptico, no pós-operatório de esofagectomia, evoluia satisfatoriamente até que, há dois dias, o paciente passou a apresentar alteração do estado geral, febre e leucocitose. Qual a substância cuja dosagem sérica, ainda que de forma indireta, pode avaliar o envolvimento da interleucina 6 nesse quadro?
Compartilhar