Questões na prática

Cirurgia

Endocrinologia

Hematologia

Cirurgia do Aparelho Digestivo

O câncer de esôfago é a sexta causa de neoplasia no mundo e a terceira do trato digestivo. Baseado nestas informações, marque o item INCORRETO.

A
O carcinoma epidermoide é a mais comum neoplasia de esôfago, embora o adenocarcinoma venha aumentando em incidência nos últimos tempos.
B
Os sintomas mais comuns do câncer de esôfago são disfagia, perda de peso, dor, vômitos e tosse.
C
Fatores de risco relacionados à neoplasia de esôfago incluem esôfago de Barrett, acalásia, tilose, lesões cáusticas, síndrome de Plummer-Vinson e tabagismo.
D
A disseminação da neoplasia pode dar-se por via linfática, hematogênica, continuidade ou contiguidade.
E
O diagnóstico é frequentemente feito em fases iniciais da doença, como consequência dos sintomas precoces da neoplasia.
A patogênese da formação de um aneurisma é complexa. A maior parte esta associado a aterosclerose. Em relação aos aneurismas de aorta abdominal, assinale a assertiva correta:
Homem, 72 anos, previamente com hipertensão arterial e sem outras comorbidades sabidas prévias. Chega ao pronto socorro contando história de dor abdominal em hipocôndrio direito. Ao exame físico está estável, pulsos periféricos todos palpáveis e massa abdominal pulsátil indolor em mesogástrio e dor a palpação de hipocôndrio direito. Ao ultrassom visualizado cálculos biliares em grande quantidade não obstrutivos e dilatação da aorta abdominal de 6cm de diâmetro. Assinale a alternativa que representa a conduta recomendada neste caso:
A composição do cálculo de vesícula biliar mais comum é:
Pais levam seu filho de 10 meses de vida, 8900 gramas, para consulta com um cirurgião pediátrico. Relatam abaulamento intermitente em região inguinal esquerda, particularmente em situações de choro forte, e mudança importante de volume da região testicular direita, durante o dia. Ambos ocorrem desde o nascimento, sem observação pelos pais de melhora até hoje. Por outro lado, negam qualquer evento agudo que os levasse a pensar em dor relacionada aos achados descritos. Exame físico identifica testículos tópicos, com tamanho e textura normais, presença de hérnia inguinal à esquerda e hidrocele moderada à direita. O bebê não apresenta quaisquer outras comorbidades, a despeito de ter nascido prematuro (idade gestacional ao nascer de 33 semanas de gestação e peso ao nascer de 2.100 gramas). Permanecera em unidade de terapia intensiva neonatal durante seu primeiro mês pós-natal. Qual a melhor conduta para esse bebê?
Compartilhar