Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Gastroenterologia

Reumatologia

O lúpus eritematoso neonatal é uma síndrome rara que ocorre em neonatos de mãe com manifestação clínica ou subclínica de, exceto:

A
Lúpus Eritematoso
B
Síndrome de Sjögren
C
Artrite Reumatóide
D
Dermatomiosite
E
Síndrome de Crohn
Lactente de 11 meses portador de atresia de vias biliares interna para realização de transplante intervivos no dia seguinte. A mãe conta que a criança apresentou febre há 1 dia e no dia da internação, irritabilidade, além de discreto aumento do volume abdominal. Ao exame físico apresenta-se ativa, ictérica, com ascite volumosa, ausculta pulmonar limpa. A conduta recomendada neste momento é:
São complicações de tireoidectomia, exceto:
Paciente, 2 anos, dá entrada no serviço de emergência apresentando crises convulsivas tônico-clônicas generalizadas há cerca de 6 horas, sem recuperar consciência. Ao exame, saturação de oxigênio de 89%, pressão arterial, pulsos e frequência cardíaca normais. Em relação ao diagnóstico e à conduta inicial, deve-se dizer que o paciente se encontra em estado de mal epiléptico, necessitando de:
Na avaliação pré-operatória de uma colecistectomia videolaparoscópica eletiva de um homem com 45 anos de idade, em que a anamnese e o exame físico não sugerem doença cardíaca isquêmica, insuficiência cardíaca, diabetes mellitus, aterosclerose generalizada ou doença renal crônica, sendo este homem capaz de subir dois andares sem sintomas, a conduta recomendada é:
Compartilhar