Questões na prática

Clínica Médica

Preventiva

Endocrinologia

Infectologia

O município de Fortaleza apresentou nos últimos anos (2005 e 2006) uma média de 13.000 casos de dengue de todas as formas (com uma média de 120 casos de dengue hemorrágico e de 10 mortes por dengue). Em uma sessão científica em sua unidade básica de saúde da família, está havendo uma discussão sobre a importância do diagnóstico precoce e manejo das formas graves de dengue. Qual dos conjuntos de sinais abaixo seria indicador de alerta para formas graves de dengue?

A
Agitação e/ou letargia e hipotensão postural.
B
Irritação meníngea e aumento da diurese diária.
C
Dor abdominal intensa/contínua e pressão diferencial de pelo menos 40 mmHg.
D
Dor precordial e vômitos persistentes.
E
Redução repentina do hematrócito e desconforto respiratório.
Uma jovem de 17 anos procura o pronto-socorro com queixa de hematúria macroscópica há 1 dia. Ela está com coriza, obstrução nasal com secreção espessa e tosse seca há 5 dias, tendo feito uso de acetaminofen 3 ou 4 vezes, para alívio dos sintomas. Nega disúria e polaciúria. Não apresenta edema e a pressão arterial é normal. A ureia é normal, a creatinina está no limite superior da normalidade; as plaquetas e o coagulograma são normais. A urina é francamente hematúrica, com proteinúria leve e leucócitos normais. A ultrassonografia de vias urinárias é normal. Espera-se encontrar nesta paciente:
Turista de Tocantins veio passar as férias nas praias catarinenses. Após grande ingestão de bebida alcoólica, resolveu nadar no mar, em sua parte mais profunda. Após 3h foi encontrado e socorrido pelos guarda-vidas já sem sinais vitais. Sinal possivelmente visualizado:
Durante a fase lútea do ciclo menstrual, o aspecto histológico do endométrio é caracterizado como:
Na síndrome de Mallory-Weiss ocorre hemorragia causada por qual tipo de lesão esofagiana?
Compartilhar