Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Ortopedia

O principal agente etiológico da artrite séptica no lactente é:

A
Staphylococcus aureus.
B
Haemophilus influenzae.
C
Escherichia coli.
D
Streptococcus pneumoniae.
E
Streptococcus viridans.
Paciente, sexo masculino, 76 anos de idade, com relato de dor abdominal difusa, tipo cólica e de forte intensidade, há três dias, associada à parda da eliminação de fezes e flatos, no mesmo período. Não apresentou vômitos e nega cirurgias prévias sobre o abdome. Ao exame físico, mostrava-se diaforético, com pulso de 116 bpm, fino, frequência respiratória de 26 ipm e tensão arterial: 76 x 37 mmHg. Abdome muito distendido, com RHA deprimidos e dor à palpação difusamente. Radiografia de abdome em ortostase mostra interrupção do trânsito intestinal em dois pontos distintos. No setor de emergência, após introdução de acesso venoso central com a ponta na junção átrio-caval direita, a gasometria do sangue obtida por esse cateter demonstrou saturação de oxigênio da hemoglobina de 61%. O passo inicial na ressuscitação hemodinâmica guiada por metas é:
Paciente, sexo masculino, 76 anos de idade, com relato de dor abdominal difusa, tipo cólica e de forte intensidade, há três dias, associada à parda da eliminação de fezes e flatos, no mesmo período. Não apresentou vômitos e nega cirurgias prévias sobre o abdome. Ao exame físico, mostrava-se diaforético, com pulso de 116 bpm, fino, frequência respiratória de 26 ipm e tensão arterial: 76 x 37 mmHg. Abdome muito distendido, com RHA deprimidos e dor à palpação difusamente. Radiografia de abdome em ortostase mostra interrupção do trânsito intestinal em dois pontos distintos. Se optado por monitorização hemodinâmica invasiva com cateter de Swan-Ganz, os achados que mais provavelmente se evidenciariam no caso em questão, são índice cardíaco:
Paciente, sexo feminino, 18 anos de idade, com história de dor epigástrica, que migrou para fossa ilíaca direita há 24 horas, associado à febre, náuseas e vômitos. Rotina laboratorial mostrava leucocitose importante com desvio à esquerda e aumento das proteínas de fase aguda. Ultrassonografia do abdome total e tomografia axial com contraste do abdome foram inconclusivas. Submetida a videolaparoscopia diagnóstica, com achado de apendicite aguda fase I, procedida a videolaparoapendicectomia. A duração da antibioticoterapia recomendada para esse caso é:
Decorridos 10 dias de uma histerectomia total abdominal, a paciente passou a apresentar corrimento vaginal aquoso. A introdução transuretral de azul metileno, observou-se a gaze molhada com líquido incolor apenas 20 minutos depois. A suspeita do diagnóstico é de:
Compartilhar