Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

O que é doença de HARTNUP?

A
Alteração no metabolismo dos aminoácidos de cadeia ramificada, com aumento de níveis plasmáticos de leucina valina.
B
Deficiência da enzima fenilalanina-hidroxilase, fração I.
C
Alteração do transporte do triptofano e outros aminoácidos no intestino delgado e túbulos renais.
D
Deficiência de galactose1-fosfato-uridiltransferase.
E
Deficiência de frutose1-fosfato-aldolase.
Paciente de 46 anos, com insuficiência valvular aórtica moderada, deve fazer profilaxia para endocardite infeciosa, na seguinte situação:
Homem, 68 anos, vem à emergência com quadro abdominal agudo, de início há 12 horas. Cardiopata isquêmico e DPOC grau II. Ao exame físico, constata-se que se trata de paciente obeso, com evidências óbvias de peritonite difusa. Apresenta leucocitose com desvio à esquerda, e o RX simples de abdome mostra pneumoperitônio. O diagnóstico pré-operatório é de peritonite difusa por víscera oca perfurada, possivelmente por diverticulite aguda perfurada. Em relação à conduta antibiótica no caso, analise as alternativas abaixo. I - O esquema antibiótico deve incluir, obrigatoriamente, cobertura para aeróbios gram-negativos, gram-positivos e anaeróbios. II - A coleta e exame cultural de material purulento da cavidade são indispensáveis para a definição do tratamento. III - Monoterapia com droga que cubra gram-negativos e anaeróbios pode ser alternativa à associação de antibióticos. Qual a alternativa correta?
Com relação às secreções das células oxínticas gástricas, podemos afirmar, exceto:
Paciente de 1º DPO de tireoidectomia apresenta sinais de tetania, sinal de Chivostec e Trusseau. Isto pode significar:
Compartilhar