Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

O reparo de feridas é o esforço dos tecidos para restaurar a função e a estrutura normais após o trauma. A esse respeito, a sequência correta nas fases da cicatrização é:

A
fase inflamatória – fase maturacional – fase proliferativa.
B
fase reativa – fase regeneradora – fase remodelação.
C
fase proliferativa – fase inflamatória – fase maturacional.
D
fase regeneradora – fase remodelação – fase reativa.
E
fase maturacional – fase inflamatória – fase proliferativa.
Gestante apresentando corrimento vaginal e disúria. Os exames complementares indicaram infecção por Chamydia trachomatis. O tratamento adequado, consiste no uso por 10 dias de:
O esfíncter esofágico inferior (EEI) é mais precisamente referido como o mecanismo EEI ou a zona de alta pressão esofágica distal (ZAP). São fatores que diminuem o tônus da ZAP:
Mulher, 52 anos de idade, assintomática, em início de menopausa, apresentou em exames de rotina: AST: 210 U/dl; ALT: 102 U/dl; gamaglutamiltransferase: 92 U/l. Não faz reposição hormonal. Nega transfusões sanguíneas e tem apenas um parceiro sexual. O exame físico é normal. Realizou exames adicionais que revelaram: Hb: 13,2 g/dl; Ht: 37%; leucograma: 5.700 leuc/mm³ sem desvios; glicemia: 82 mg/dl. Anti-HCV positivo; AgHBs negativo; índice de saturação de transferrina: 40%; ferritina sérica: 850 mcg/L. Anticorpos antimitocôndria, antimúsculo liso e anti-LKM negativos. Anticorpos anti-TPO positivos. A alteração renal mais provável, nesse caso, é:
Os critérios clínicos avaliados no recém-nascido após os passos iniciais na sala de parto são:
Compartilhar