Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

O teste sorológico mais específico para o diagnóstico de infecção aguda pelo vírus Epstein-Barr é a dosagem de:

A
IgM anti-VCA (antígeno do capsídeo viral).
B
Anticorpos anti-EA (antígeno inicial).
C
Anticorpos de Paul-Bunnell.
D
IgG anti-VCA (antígeno do capsídeo viral).
Homem, 66 anos, com cirrose alcoólica. Encontra-se confuso nos últimos 3 dias. O exame do líquido ascístico revelou: leucócitos 200/mm3, com 80% de polimorfonucleares, e na cultura isolou-se Escherichia coli. As alterações observadas no líquido ascítico SUGEREM:
Os registros eletrocorticais obtidos no eletrencefalograma são gerados a partir de potenciais:
Leia o caso clínico a seguir. Um paciente de 28 anos, do sexo masculino, procurou atendimento médico devido a edema generalizado há dois meses, hipertensão arterial, história prévia de três episódios de hematúria macroscópica isolada nos últimos dois anos, sem investigação. Os exames solicitados revelaram: creatinina = 1,5 mg/dl, ureia = 52 mg/dl, dosagem de C3 normal, EAS com proteinúria +++, hemácias= 55000, pesquisa de hemácias dismórficas na urina positiva com presença de acantócitos, proteinúria = 3,9 g/24horas, hipoalbuminemia e hipercolesterolemia, sorologias positivas para vírus B, C e HIV negativas, FAN não reagente, ultrassom renal com rins de tamanho e volume normais. Foi submetido à biópsia renal percutânea.Os achados histopatológicos e o diagnóstico mais provável, nesse caso, são, respectivamente:
Nulípara de 54 anos, hipertensa, com menopausa há 4 anos, veio à consulta para revisão ginecológica. Negava sangramentos vaginais, fogachos ou outros sintomas climatéricos, queixando-se apenas de desconforto e aumento do volume abdominal. Ao exame, o abdome estava moderadamente distendido, com discreta dor à palpação da fossa ilíaca direita. Ao toque vaginal, constataram-se útero pequeno e móvel, anexo esquerdo não palpável e anexo direito palpável e com discreto aumento de volume. A ultrassonografia pélvica evidenciou lesão cística de superfície irregular no ovário direito com septações na cápsula interna, medindo 2,5 x 3,0 cm, com baixo índice de resistência ao estudo Doppler, e presença de moderada quantidade de líquido livre. Que tumor ovariano mais provavelmente será encontrado?
Compartilhar