Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

O tumor de Pancoast é carcinoma broncogênico associado tipicamente ao seguinte achado clínico:

A
atelectasia do segmento envolvido;
B
síndrome de Horner;
C
tosse não produtiva;
D
hemoptise.
Em relação à doença celíaca, podemos afirmar que: I. O diagnóstico pode ser feito através de biópsia do intestino delgado e, na histologia, identificam-se graus variados de atrofia vilositária, hipertrofia das criptas e aumento dos linfócitos intraepiteliais. II. A apresentação clínica e a gravidade dos sintomas são proporcionais à extensão do segmento de intestino delgado comprometido. III. A grande maioria dos casos da doença está associada ao HLA-B27. IV. Anticorpos antiendomísio e antitransglutaminase são altamente sensíveis e específicos para o diagnóstico da doença.
Das alternativas abaixo, uma não apresenta critérios diagnósticos para a síndrome de secreção inapropriada de ADH (hormônio antidiurético):
Sobre o sangramento dos tumores colorretais, pode-se afirmar que:
Vinicius, 45 anos, é empresário e viajará para Manaus a trabalho por 6 meses. Queixa-se de rouquidão pela manhã e azia há 4 anos. Sua mãe contava que ele apresentava episódios de diarreia na infância, acompanhados de distensão abdominal, cólica e assaduras (dermatite) persistentes. Na época foram retirados de sua alimentação o leite e seus derivados, sendo permitido o uso de iogurte. Evoluiu sem sintomas até a adolescência quando abandonou a dieta. Ao exame, físico está eutrófico. Foram prescritos alguns medicamentos sintomáticos e inibidor de bomba de próton (IBP), proposta a investigação diagnóstica e a profilaxia de doenças do viajante. Vinicius está assintomático após um mês de tratamento diário com IBP. A endoscopia digestiva mostra esôfago de Barret e a histopatologia afasta displasia. A esofagomanometria revela pressão normal do esfíncter esofagiano inferior e ausência de distúrbios motores. Em relação ao diagnóstico de Barrett deve-se recomendar:
Compartilhar