Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Endocrinologia

Os distúrbios da motilidade esofágica são alterações funcionais e interferem na deglutição ou produzem disfagia sem qualquer obstrução mecânica. Os sintomas de regurgitação, perda de peso, disfagia após ingestão inicial de líquidos gelados, hipomotilidade e aumento da incidência de câncer de esôfago são características comumente encontradas em:

A
espasmo esofagiano difuso.
B
esôfago em quebra nozes.
C
esfíncter esofágico inferior hipertensivo.
D
síndrome de Plummer - Vinson.
E
Acalásia.
Quais estruturas anatômicas constituem a “pata de ganso” no joelho:
Em relação às doenças infecciosas, julguem os itens a seguir e marque a resposta correta. 1- A biópsia hepática deve ser indicada para todos os pacientes com RNA do vírus da hepatite C detectado. A genotipagem deve ser feita no início do tratamento para definir a duração do mesmo. Isto porque, segundo os protocolos de terapêutica, os pacientes infectados pelos genótipos 1 e 2 devem ser tratados por 24 semanas, enquanto aqueles com infecção pelo genótipo 3 devem ser tratados por 48 semanas. 2- Segundo o II consenso brasileiro de tuberculose, um paciente de 46 anos que apresentou escarro negativo para BAAR, com tosse produtiva, perda de peso > 15% do habitual e cavitação pulmonar em lobo superior na radiografia tem indicação de teste terapêutico com esquema RIP. 3- O teste com maior sensibilidade para diagnóstico para parasitológico da Leishmaniose visceral é o mielograma. Em pacientes sem contraindicações clínicas, a primeira opção terapêutica é o antimonial pentavalente. 4- Paciente com dispneia, sialorreia, rouquidão, lesão ulcerada na mucosa nasal, adenomegalia cervical há 6 semanas, em uso de esquema RIP sem melhora clínica há 4 semanas, deve ser investigado para paracoccidiomicose.
Uma jovem de 22 anos realiza em seu consultório, pela primeira vez, a citologia oncótica de Papanicolaou. Ela tem vida sexual ativa há 5 anos e relata 3 parceiros sexuais nesse período. O exame ginecológico é normal, entretanto o resultado da citologia revela a presença de lesão intraepitelial escamosa de alto grau, identificada como NIC II, sem a presença de células endocervicais no esfregaço. A conduta mais apropriada para o seguimento dessa paciente é:
Médico residente sofreu acidente punctório ao realizar gasometria em paciente internado na emergência. Havia feito 3 doses da vacina contra hepatite B há 3 anos, mas nunca fizera teste para anti-HBs. Em razão do acidente, procurou atendimento imediato no serviço de medicina Ocupacional, onde realizou os seguintes exames: anti-HBS, anti-HBC Igm, HBS-Ag, anti-HIV e anti-HCV, todos negativos. Os resultados do paciente fora do acidente foram: teste rápido anti-HIV, HBS Ag, anti-HBS Igm e anti-HCV negativos e anti-HBS superior a 100 mUI/ml. Qual a conduta mais adequada?
Compartilhar