Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Os divertículos esofageanos são extrusões saculares da parede do esôfago. Os sintomas de disfagia, regurgitação de alimentos não digeridos e halitose sugerem o diagnóstico de:

A
Divertículo do terço médio do esôfago.
B
Divertículo de Zenker.
C
Divertículo epifrênico.
D
Diverticulose intramural difusa.
A oclusão arterial crônica dos membros inferiores é patologia vascular progressiva, debilitante e com incidência crescente com a idade. Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA: I. A principal expressão clínica é a claudicação intermitente, podendo ser associada a alteração de fâneros, atrofia muscular e diminuição da amplitude dos pulsos periféricos. II. O tabagismo acentuado é causa frequente, principalmente quando associado a diabetes e dislipidemias, sendo essencial a sua interrupção para o tratamento adequado. III. Podemos observar a associação de claudicação inicialmente em musculatura da coxa e glúteos e impotência sexual em homens. IV. A gangrena é complicação grave e pode evoluir para amputação. V. Endarterectomias, enxertos arteriais e angioplastia transluminal são opções de tratamento cirúrgico.
Assinale a alternativa correta em relação às cardiopatias congênitas na infância.
Criança de 10 anos, cardiopata, é internada na UTI, em ventilação mecânica e monitorada. Você é chamado de urgência e constata ausência de pulso. Monitor mostra padrão bizarro, compatível com FV. Qual deve ser a conduta?
Nas cardiopatias congênitas acianóticas com fluxo pulmonar aumentado, qual deve ser a maior preocupação?
Compartilhar