Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Os estudantes do Ensino Médio, de curso noturno de escola pública, receberam a visita de equipe multiprofissional do Programa de Saúde da Família comunitário. Firmaram-se algumas estratégias para acompanhamento do grupo e todos foram pesados e medidos para cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). Uma das alunas, com 1,60 m de altura e 88,0 kg de peso, viu ser apontado em sua ficha que tinha:

Das cardiopatias congênitas abaixo, assinale a que se manifesta nas primeiras horas de vida:
Lactente de oito meses inicia com febre (T=38, 5ºC) há um dia, olhos vermelhos e lacrimejamento. Ao exame apresenta hiperemia de tonsilas palatinas com vesículas em pilares anteriores e ulceração em amígdala direita. O diagnóstico etiológico MAIS PROVÁVEL: Referência: Tratado de Pediatria - Sociedade Brasileira de Pediatria - 2007.
Paciente do sexo feminino, 22 anos de idade, com história clínica evidenciando episódios de dor em hipocôndrio direito, náuseas e vômitos, associados à icterícia e colúria, desde a infância. Após a avaliação inicial, realizou ultrassonografia de abdome que evidenciou colelitíase com dilatação de colédoco. Realizou colangiorressonância que mostrou litíase vesicular, dilatação fusiforme de colédoco (+/- 8 cm de maior diâmetro), entretanto sem coledocolitíase e sem dilatação das vias biliares intra-hepáticas. Assinale a alternativa CORRETA.
A Hanseníase é um problema de Saúde Pública em nosso país, considerado como um dos problemas prioritários para intervenção pelo Pacto pela Vida, que estabeleceu como meta o patamar de eliminação como problema de Saúde Pública, ou seja, menos de 1 caso por 10.000 habitantes em todos os municípios considerados prioritários até 2006. Um desses municípios, com 1.000.000 de habitantes, havia registrado, em janeiro do mesmo ano, 2.000 casos da doença em tratamento. Ao longo do ano, 500 casos novos foram identificados e 300 tiveram alta por cura. Assinale a alternativa CORRETA:
Compartilhar