Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Os guidelines para acompanhamento de lesões precursoras do carcinoma de colo uterino, já citam situações em que a pesquisa para o DNA-HPV teria uma boa indicação no seguimento e diagnóstico de pacientes especificas. Das pacientes abaixo, qual NÃO se beneficiaria da pesquisa de DNA-HPV?

A
Paciente de 26 anos com diagnóstico colpocitológico de lesão escamosa intraepitelial de alto grau
B
Paciente de 56 anos com diagnóstico colpocitológico de atipias de células glandulares e colposcopia insatisfatória
C
Paciente de 23 anos com diagnóstico de lesão escamosa intraepitelial de baixo grau em 2 exames consecutivos e colposcopia insatisfatória
D
Paciente de 37 anos com diagnóstico colpocitológico de atipias de células escamosas onde não se pode excluir lesão de alto grau e colposcopia insatisfatória
E
Paciente de 16 anos com diagnóstico colpocitológico de atipias de células glandulares e colposcopia normal
Sobre as doenças respiratórias na gravidez e no puerpério: I- As doenças alérgicas são as afecções mais frequentes na gravidez. II- A incidência de sinusite bacteriana é maior que na paciente não grávida. III- O tratamento da asma em geral segue as mesmas medidas e medicações das não grávidas. IV- Não há contraindicação para uso do leite materno nas pacientes com tuberculose.
Pré-escolar de 3 anos inicia, após um quadro de infecção respiratória alta, um eritema em nádegas e membros inferiores que evoluem para púrpura palpável, aumento de volume articular em joelhos e tornozelos, dor abdominal em cólica, que regridem em duas semanas. A principal complicação esperada neste paciente seria:
Menino de 3 anos com antecedente de epistaxe há 2 dias, quando foi ao Pronto Atendimento, e em uso, desde então, de tampão nasal. Iniciou subitamente no dia de hoje com febre alta, vômitos, diarreia, dor de garganta, cefaleia e mialgias. Evolui no mesmo dia com erupção macular eritematosa, com hiperemia de mucosas da faringe e conjuntivas. Apresenta na evolução alteração no nível de consciência, oligúria e hipotensão. O diagnóstico MAIS PROVÁVEL é:
Assinale a alternativa INCORRETA sobre a bronquiolite viral aguda na infância:
Compartilhar