Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Os limites do triângulo de Hesselbach são:

A
Medialmente a borda lateral do reto abdominal; inferiormente o ligamento inguinal, superior e lateralmente os vasos epigástrico profundos.
B
Medialmente a borda lateral do reto abdominal, inferiormente a fáscia transversalis; superior e lateralmente os vasos epigástricos profundos.
C
Medialmente a borda lateral do reto abdominal; inferiormente o ligamento inguinal; superior e lateralmente os vasos epigástricos superficiais.
D
Medialmente a borda lateral do reto abdominal; inferiormente o ligamento inguinal; superior e lateralmente a borda do músculo oblíquo interno.
E
Medialmente a borda lateral do músculo oblíquo externo; inferiormente o ligamento inguinal, superior e lateralmente os vasos epigástricos profundos.
Durante a avaliação pré-operatória de uma paciente feminina de 32 anos de idade encontrou-se os seguintes resultados de exames: Tempo de protrombina: 13'; Tempo parcial de tromboplastina: 65’; Plaquetometria: 85000/mm³. Nesta circunstância devemos investigar:
Um paciente de 72 anos, com hipertensão arterial, insuficiência cardíaca compensada e doença pulmonar obstrutiva crônica moderada, tem agora diagnóstico de empiema pleural na sua fase organizada (crônica) em base do hemitórax anterolateral direito. Foi encaminhado por uma unidade de pronto atendimento para continuidade do tratamento. Neste caso, qual dos procedimentos abaixo deve ser indicado?
Entende-se por peritonite terciária:
Paciente do sexo masculino, 45 anos, branco, refere emagrecimento, poliúria, polifagia e polidipsia há 40 dias. Tabagista e hipertenso há 3 anos. Sem outros antecedentes. Pai diabético, mãe hipertensa e coronariopata (IAM aos 50 anos). Medicações em uso: enalapril 40 mg/dia. Exame físico: IMC: 34 kg/m²; CA: 111 cm; PA: 120 x 80 mmHg; FC: 88 bpm; demais, sem alterações. Assinale a alternativa que representa a melhor hipótese diagnóstica.
Compartilhar