Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Os novos conceitos em reanimação cardiopulmonar tem mudado constantemente. Dentre as últimas recomendações está a técnica para massagem cardíaca externa e a ventilação pulmonar. Com relação a estas recomendações podemos afirmar que:

A
A massagem cardíaca externa deve ser realizada numa relação de 15:1 ventilação quando existem dois reanimadores.
B
Independente do número de reanimadores a relação será sempre de 15:1.
C
A relação massagem cardíaca:ventilação recomendada é de 30:2
D
A ventilação só será iniciada após a massagem cardíaca desde o primeiro atendimento.
E
N.r.a.
Nilmar, 55 anos, tem dor lombar de média intensidade. Progrediu com limitação dos movimentos de membros inferiores, há 6 meses. Foi tratado inicialmente com fisioterapia, acupuntura e anti-inflamatórios com melhora discreta. Queda de bicicleta há 1 mês e a radiografia mostra fratura, com lesão lítica em úmero esquerdo. Na radiografia da coluna lombar observa-se fratura com achatamento de L2 e L3. Exame físico: palidez cutaneomucosa 2+/4, anictérico, ausência de petéquias e equimoses; RCR 2T; ap. respiratório sem alterações. Sem edemas em membros inferiores. Exames complementares: Hemácias 2.950.000/mm3, hemoglobina 8.1 g/dl, hemátocrito 26% VGM 88 fL, Leucócitos 6400/mm3 com contagem diferencial normal e plaquetas 180.000/mm3. VHS 90 mm na primeira hora. Ureia 125 mg/dL, creatinina 4,8 mg/dL, albumina 2.8 g/dL, globulina 6,0 g/Dl. Proteinúria 2 g em 24 horas. Os exames adequados para esclarecimento do diagnóstico são:
São características da síndrome de Guillain-Barré, exceto:
Em um RN com catarata, microcefalia, Persistência do canal arterial e surdez. Qual o provável diagnóstico:
A técnica de Lichtenstein é considerada:
Compartilhar