Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Infectologia

Dermatologia

Os pacientes imunossuprimidos representam um desafio diagnóstico e terapêutico quando desenvolvem um quadro abdominal agudo. Em pacientes portadores de SIDA, pode ocorrer perfuração intestinal relacionada a infecçôes incomuns, dentre elas a mais frequente é :

A
a infecção pelo citomegalovírus
B
a tuberculose intestinal
C
a infecção pelo criptosporidium
D
o sarcoma de Kaposi intestinal
São considerados fatores de risco para osteoporose:
A mania e a hipomania não justificadas por doenças orgânicas ou uso de drogas caracterizam o transtorno do humor bipolar. Com grande frequência, pacientes com esse diagnóstico tendem a apresentar:
O prolapso é o deslocamento para a região caudal, anterior ou posterior, de um dos órgãos pélvicos em relação à sua localização normal. No prolapso genital feminino:
Mulher, 73 anos de idade, com hipercolesterolemia, apresentou síncope de duração de 5 minutos em domicílio. Filha nega uso de medicações, exceto sinvastatina e colírio para glaucoma. Esteve no cardiologista há 3 meses, que não recomendou novas medidas. Foi trazida ao PA onde se apresenta confusa, com pulso radial de 36 bpm, com pausas à inspiração. TA: 120x60mmHg, FR: 20ipm. Mucosas coradas, sem sinais neurológicos de localização ou de irritação meníngea. Pulmões limpos. Ausculta cardíaca mostra bulhas arrítmicas à custa de pausas, que duram até 30 segundos, além de sopro sistólico suave em foco aórtico. A causa mais provável desse quadro é:
Compartilhar