Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente 19 anos, solteira, relata dor pélvica há 3 dias, de início súbito. Ao exame: T 39,5°C, abdome difusamente doloroso à palpação, sem sinais de irritação peritoneal; toque vaginal com dor à mobilização uterina e massa anexial palpável em fundo de saco lateral esquerdo. Qual o melhor esquema terapêutico para o caso acima?

A
Vídeolaparoscopia imediata.
B
Ceftriaxona 250 mg IM dose única + doxiciclina 100 mg VO 12/12h 10 dias.
C
Levofloxacino 500 mg VO/dia + metronidazol 500 mg VO 12/12h, ambos por 14 dias.
D
Ampicilina 1 g EV 6/6h + gentamicina 1,5 mg/Kg EV 8/8h, de 7-10 dias.
E
Cefoxitina 2 g EV 6/6h + doxiciclina 100 mg EV 12/12h, de 7-10 dias.
O uso de medicamentos durante a lactação é uma pratica muito frequente. O pediatra é frequentemente consultado sobre a segurança do uso de medicamentos durante a gestação. Dos listados abaixo, o que é contraindicação formal durante a amamentação é:
Um menino de 5 meses, eutrófico, recebendo aleitamento materno com exclusividade, é trazido à unidade básica de saúde por dores abdominais intensas, progressivas e intercaladas com períodos de acalmia. Ao exame físico, está afebril, hidratado, pálido, com distensão abdominal, ruídos hidroaéreos aumentados difusamente e sem visceromegalias. Suas fezes são acompanhadas de muco e raios de sangue. O diagnóstico mais provável, nesse caso, é:
Em relação ao diagnóstico do vírus influenza, assinale a alternativa CORRETA.
Marcos, 5 anos, apresenta tumoração na linha cervical média com evolução de 6 meses, móvel à deglutição, indolor, sem sinais inflamatórios e de caráter cístico à ultrassonografia. Diante de tal quadro, aponte a alternativa contendo o diagnóstico MAIS provável.
Compartilhar