Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente, 20 anos de idade, G1P0A0, dá entrada em serviço de emergência, com atraso menstrual de 15 dias, referindo dor em baixo ventre e sangramento por via vaginal há dois dias. Nega passado de DST. Ao exame, TA: 120 X 60 mmHg, PR: 70 bpm, temperatura de 36,8°C. Abdome plano, flácido e não doloroso à palpação. Ao toque, útero discretamente aumentado de volume, não doloroso. Não foram palpadas massas anexiais. Beta-HCG: 700 mUI/ml (terceiro padrão internacional). USG revela útero vazio e tumoração heterogênea de 1,5 cm, em região anexial esquerda. O próximo passo, nesse caso, deve ser:

A
repetir o beta-HCG e a USG com 48h
B
realizar videolaparoscopia
C
realizar laparotomia
D
fazer curetagem uterina
E
administrar metotrexate
Analise as seguintes afirmações sobre as alterações fisiológicas da gestação: I -ocorre dilatação ureteral. II - o volume urinário diário não está aumentado. III - o aumento da frequência urinária decorre da compressão exercida pelo útero gravídico na bexiga. Assinale a alternativa correta.
Com relação ao planejamento familiar, é correto afirmar: I- em adolescentes, nas primeiras relações sexuais, o método contraceptivo preferencial é o anticoncepcional hormonal oral de microdosagem. II- o DIU não deve ser utilizado em mulheres com sangramento anormal não diagnosticado. III- uma abordagem que contemple as crenças religiosas, culturais e sociais dos casais é imprescindível, antes que se recomende a utilização de qualquer método contraceptivo.
Considere as afirmações abaixo sobre investigação diagnóstica de infecção urinária febril em lactentes e pré-escolares. I- A cintilografia renal com ácido dimercapto succínico, quando realizada nos primeiros meses após o quadro de infecção urinária febril, é o padrão-áureo para o diagnóstico de pielonefrite aguda. II- Quando há hipocaptação e perda do contorno renal, numa cintilografia realizada próximo a uma infecção urinária febril, não se pode fazer o diagnóstico diferencial entre pielonefrite aguda e cicatriz renal permanente. III- A urocultura positiva é o padrão-áureo para diagnóstico de infecção urinária. Crianças com resultado negativo que iniciaram tratamento baseado no resultado positivo da fita-teste devem ter o antimicrobiano suspenso e o diagnóstico revisto. Qual a alternativa correta?
Transtorno do Déficit de Atenção é frequentemente diagnosticado durante a vida escolar. Isto se deve ao fato de:
Compartilhar