Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Paciente, 20 anos de idade, G1P0A0, dá entrada em serviço de emergência, com atraso menstrual de 15 dias, referindo dor em baixo ventre e sangramento por via vaginal há dois dias. Nega passado de DST. Ao exame, TA: 120 X 60 mmHg, PR: 70 bpm, temperatura de 36,8°C. Abdome plano, flácido e não doloroso à palpação. Ao toque, útero discretamente aumentado de volume, não doloroso. Não foram palpadas massas anexiais. Beta-HCG: 700 mUI/ml (terceiro padrão internacional). USG revela útero vazio e tumoração heterogênea de 1,5 cm, em região anexial esquerda. São fatores de risco para gravidez ectópica, exceto:

A
infertilidade
B
infecção anterior por clamídia
C
uso de pílula contraceptiva combinada
D
laqueadura tubária
E
gestação ectópica anterior
A violência doméstica é considerada um grave problema de saúde pública. O atendimento destas crianças deve ser uma equipe interdisciplinar, composta por profissionais qualificados e sensibilizados com o tema. Em relação ao diagnóstico e ao manejo de maus-tratos contra crianças e adolescentes, está correto afirmar que:
Um homem relata episódios dolorosos em queimação acometendo ambos os pés, que sempre se acompanham de aumento da temperatura e de eritema, desencadeados por aumento da temperatura ambiente e pelo caminhar, com melhora após a imersão daquelas extremidades em água fria. Hemograma, único exame realizado, evidencia contagem de plaquetas de 550.000/mm3. Dentre as citadas, a melhor hipótese diagnóstica é:
No “screening” da síndrome demencial utiliza-se, com frequência, o mini exame do estado mental. Quando de sua aplicação é solicitado ao paciente que repita, imediatamente, três palavras pronunciadas pelo examinador. Este teste objetiva a avaliação da memória:
Cistos de Naboth são encontrados em paciente que previamente apresentou:
Compartilhar