Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Mulher obesa, internada para cirurgia bariátrica, apresenta, no segundo dia de pós-operatório, na UTI, queda da saturação da hemoglobina. Está sedada e em uso de ventilação mecânica. A chapa de Raios-X de tórax tirada no leito mostra condensação homogênea triangular à esquerda, com desvio da traqueia para o lado da lesão, retração costal e apagamento da silhueta cardíaca. Esse achado é indicativo de:

A
pneumonia basal à esquerda
B
derrame pleural
C
atelectasia em língula
D
tromboembolia com infarto pulmonar
E
bronquiectasia
Mulher, 69 anos, sob terapêutica com lítio há 3 anos por transtorno bipolar grave é trazida à urgência. Sua filha relata que ultimamente já não controlava a micção noturna, exigindo fraldas, e nos últimos 3 dias tornou-se muito agitada, e agora está sonolenta e confusa. Seu exame mostra alteração leve da consciência (Glasgow 11), tremores espontâneos de mãos, desidratação moderada, pressão arterial 130 x 70 mmhg. Glicemia ao acaso de 124 mg/dl, creatinina 1,8 mg/dl, Na: 152 mEq/L, K: 3,2 mEq/L. Neste momento, o diagnóstico mais provável, entre os que seguem, é:
Em relação à anorexia nervosa, pode-se afirmar que:
Mulher de 40 anos de idade, sem comorbidades, chega ansiosamente ao consultório para mostrar seu olho que amanheceu parcialmente coberto de uma cor vermelha intensa. Ficou assustada, pois seu pai teve um AVC hemorrágico recentemente. Refere apenas desconforto leve no olho direito, sem outros sintomas. Ao exame, apresenta coleção difusa de sangue no olho direito, preservando a íris, com acuidade visual normal e reflexos pupilares presentes. Pressão arterial é de 155 x 95 mmHg. Qual a conduta a ser tomada?
É exemplo de cardiopatia congênita acianótica:
Compartilhar