Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Reumatologia

Paciente internado com quadro de edema, oligúria, hipertensão, apresenta-se dispneico com estertores de base pulmonar, alterações hidroeletrolíticas, como hiperpotassemia, acidose grave, hipocalcemia, hiperfosfatassemia e hiperuricemia. Após instituir a terapêutica habitual para IRA, passa a manter hiponatremia refratária à terapia. Aumento progressivo da ureia e creatinina, oligoanúria persistente. A conduta a ser adotada no caso é indicar:

A
soluções hipotônicas.
B
diálise peritoneal.
C
transfusão de plasma fresco.
D
solução hipertônica.
E
diuréticos tiazídicos.
As convulsões febris constituem uma das manifestações neuropediátricas mais frequentes. Trata-se de condição benigna e sobre ela podemos afirmar, EXCETO:
Em relação aos fatores de risco para o desenvolvimento de carcinoma de esôfago assinale a alternativa incorreta:
J.D.G., masculino, 8 anos de idade, teve fratura fechada dos ossos do antebraço direito, sendo realizada redução incruenta e aparelho gessado axilopalmar. Retorna ao PS, após 6h, com dor em todo o membro superior acometido e parestesia na mão. No momento, há boa perfusão e pulso presente. Qual a sua conduta inicial?
O transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma doença que afeta crianças e adolescentes em todo mundo, interferindo nos seus desenvolvimentos físicos e psíquicos. Quais critérios são necessários para diagnóstico clínico?
Compartilhar