Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente, 36 anos de idade, lavradora, procedente da zona rural, cursa com diarreia há três meses com perda ponderal de 5 kg, além de dor abdominal. Nega história familiar de câncer. Tem dieta rica em frutas e legumes. O quadro se caracteriza por 8 dejeções/dia com fezes amolecidas, sem muco ou sangue visíveis. Traz exame protoparasitológico de fezes, em uma amostra, negativo. Ao exame físico, se apresenta com hipocromia de mucosas ++/4, IMC: 23 kg/cm², abdome sem visceromegalias. Os exames de laboratório evidenciam Hb: 8 g/dl, VHS: 54 mm na 1ª hora, leucograma: 14,3 mil com 76% segmentados. A colonoscopia revelou úlceras de aspecto serpiginoso em ceco e íleo terminal, com mucosa de permeio normal. Quanto a uma biópsia intestinal, para essa paciente, a assertiva correta é:

A
A maior possibilidade é que mostre achados inespecíficos
B
É mais sensível que o parasitológico de fezes, na identificação de patógenos
C
Ajuda mais no diagnóstico que o aspecto macroscópico endoscópico
D
É um procedimento de risco, tendo em vista a anemia
E
Não ajudará no diagnóstico, já que não há pólipos ou lesões elevadas
Condições gerais do indivíduo influenciam o tempo e a qualidade de um processo cicatricial. Assinale a alternativa INCORRETA:
Relacione a condição com o agente etiológico da pneumonia e assinale a alternativa que apresenta a associação CORRETA: I - Fibrose cística. II - Síndrome da imunodeficiência adquirida. III - Trabalho em torres de refrigeração. IV - Alcoolismo. a - Klebsiella pneumoniae. b - Pseudomonas aeruginosa. c - Legionella pneumophila. d - Pneumocystis jiroveci.
Um paciente com asma que apresente sintomas diurnos diariamente, sintomas noturnos >1 noite/semana e variabilidade do pico de fluxo expiratório >30% é classificado como tendo asma: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição
Em paciente com SIDA, apresentando linfonodomegalia hiliar e mediastinal e acometimento intersticial pulmonar em associação com quadro neurológico de meningite, deve-se SUSPEITAR de: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição
Compartilhar