Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Gastroenterologia

Pediatria Geral

Paciente, 4 meses de idade é levado à consulta com história de diarreia de 2 dias, com uma média de 5 evacuações/dia e vômitos associados, e febre de 38,9°C. Ao exame físico, sinais de desidratação de 2º grau. O agente etiológico mais provável, nesse caso é:

A
E.coli.
B
Rotavírus.
C
Salmonella sp.
D
Giardia lambria.
E
Shigella.
Paciente de 75 anos, tabagista, com doença pulmonar obstrutiva crônica, otite média crônica em tratamento com amoxacilina, hipertenso há 12 anos e diabético há 8 anos, em uso de glimeperida 4 mg/dia, metformina 850 mg/dia, amilorida 10 mg/dia, captropil 75 mg/dia, cavedilol 25 mg/dia e sinvastatina 40 mg/dia, sequelado de AVC (hemiparético à E), chega ao pronto-socorro do SUS com história de cefaleia holocraniana e constante há 9 dias; disfasia há 4 dias; náuseas, vômitos e confusão mental há 2 dias. Há 3h, apresentou crise convulsiva tonicoclônica generalizada. Apresenta ainda dispneia de repouso e ortopneia, astenia e anorexia. Nega febre. Ao exame, PA de 150/90 mmHg, FC de 68 bpm, FR de 27 ir/min, afebril, hipocorado (++/4), edema de MMII, ++/4; AR: murmúrio vesicular universalmente diminuído com estertores difusos; ACV; RCR, 3T, bulhas normofonéticas, sopro sistólico em foco aórtico de +/4; ABD; hepatomegalia a 2 cm do RCD, dolorosa e macicez móvel à percussão; Sistema nervoso: força grau III à E, desorientado, disfásico, sem sinais meníngeos. Exames complementares: leucócitos de 3.100 cél/mm3, plaquetas de 746.000, proteína c reativa de 32 mg/dl, creatinina de 1 mg/dl, sódio de 130 meq/l, potássio de 6,1 meq/l. Radiografia de tórax: presença das linhas B de Kerley e infiltrado Peri-hilar bilateral. Em relação ao caso clínico, responda: Em relação à causa base do quadro clínico atual do paciente, marque a melhor opção:
Relacione corretamente os dados maternos com as manifestações clínicas no recém-nascido e assinale a alternativa CORRETA: Doença Materna: A - Coxsackie vírus; B - Lúpus eritematoso sistêmico; C - Rubéola; D - Diabetes mellitus. Doença Neonatal: I - Miocardiopatia hipertrófica; II - Bloqueio atrioventricular total; III - Miocardite congênita; IV - Persistência do canal arterial.
Quais são os tumores abdominais mais frequentes em pediatria ?
Com relação ao desenvolvimento de fístulas da região anal, são apresentadas as seguintes assertivas: I. Os abscessos das regiões perianal e isquiorretal são os mais frequentemente associados ao surgimento de fístulas anais; II. Os germes mais associados ao surgimento de fístulas são cocos gram-positivos; III. A utilização de antibioticoterapia precoce previne o estabelecimento de fístula anal. Qual é a alternativa correta?
Compartilhar