Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Paciente, 40 anos de idade, apresentou secreção sero-hemática à expressão mamária, uniductal, unilateral. O exame palpatório das mamas foi normal. Não faz uso de fármacos. A mamografia e a ultrassonografia das mamas também não revela anormalidades. A conduta inicial é:

A
realizar ressonância magnética das mamas.
B
indicar ductografia.
C
fazer reavaliação em seis meses.
D
realizar setorectomia com retirada do ducto envolvido.
E
realizar punção aspirativa.
Um lactente de 4 meses de idade, em curso de febre há 3 dias de etiologia desconhecida, evolui para crises tônico-clônicas generalizadas em vigência da febre. Tendo em vista a idade do paciente, a ausência do diagnóstico etiológico e o quadro convulsivo, podemos afirmar:
Carolina, 75 anos, obesa, mora em casa geriátrica. É trazida à Emergência por sua filha com diarreia e letargia. Estava bem até quatro dias quando iniciou diarreia líquida, que não melhorou com loperamida e evoluiu com sangue em 24 horas. Duas senhoras da casa geriátrica apresentaram quadro semelhante. Nega uso de medicamentos. Exame físico: sonolenta, desidratada e somente identifica a filha, hipocorada ( 3+/4), ictérica (+/4), fraqueza nos membros. Abdome depressível e doloroso difusamente, com peristalse aumentada. O exame neurológico não mostra alterações focais. Exames laboratoriais hematócrito 25%; plaquetas 67.000/mm³; glicose 700 mg/dl; ureia 60 mg/dl I, creatinina 3,5 mg/dl I, K+ 4,0 mEq/L, Na 128 mEq/I, bilirrubinas totais 3mg/dl, bilirrubina indireta 2.0 mg/dl. Exame de fezes: sangue e leucócitos. O distúrbio hidroeletrolítico e metabólico deve ser corrigido com:
Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o Brasil tem uma estimativa de 70,42 novos casos de Câncer de próstata para cada 100.000 homens no ano de 2014. Qual a resposta CORRETA sobre esta neoplasia?
Paciente, 55 anos, refere sangramento anal, principalmente misturado às fezes há três meses. Apresenta também episódios de diarreia e cólica abdominal difusa. Nega história familiar de câncer intestinal. Ao exame físico, o abdome está normal. Anuscopia apresenta hemorroidas internas grau II e externas. O toque retal está normal. Considerando o quadro descrito, a conduta mais adequada é:
Compartilhar