Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Paciente, 42 anos de idade, sexo masculino, bancário, etilista crônico, ex-presidiário, casado e pai de 2 crianças de 7 e 9 anos de idade, comparece à consulta de rotina, para controle de diabetes mellitus. Durante a consulta, relata que vem apresentando tosse produtiva, associada a episódios de febre e redução ponderal de 5 kg, há 3 semanas, e que procurou o pronto atendimento da unidade há 1 semana, sendo lhe prescrito amoxicilina, que ele usou, sem qualquer melhora clínica. No exame físico, você identifica adenomegalia axilar à direita e sopro cavernoso em ápice pulmonar direito. O RX de tórax do paciente revelou a presença de velamento alveolar em ápice direito, com formação de caverna de 2,5 cm de diâmetro e a baciloscopia do escarro acusou a presença de BAAR++. Qual das condutas abaixo NÃO se aplicaria inicialmente a esse paciente?

A
Internação hospitalar por pelo menos 2 semanas, para proteção da família e dos colegas de trabalho.
B
Investigação da infecção pelo HIV, por meio de sorologia, e avaliação do controle glicêmico.
C
Prescrição de isoniazida para as crianças se elas estiverem assintomáticas, com RX de tórax sem alterações e PPD = 5 mm.
D
Recomendar o tratamento com rifampicina + isoniazida + pirazinamida + etambutol + vitamina B6 supervisionado pela equipe local de saúde.
Mulher, 40 anos, previamente hígida. HMA: foi encontrada desacordada em uma fazenda distante com diversas cartelas vazias de diazepam ao seu lado. Após cinco horas, chegou ao PA. EF: REG, eupneica, acianótica, anictérica, afebril, escala de Glasgow: 13; 2 bulhas rítmicas, normofonéticas, sem sopros, FC: 90 bpm, PA: 110/70 mmHg; abdome sem alterações; murmúrio vesicular presente e simétrico, sem ruídos adventícios, FR: 16 ipm, SatO2: 92%. A conduta mais adequada é:
Um médico do serviço de resgate retornava para casa quando presenciou colisão de automóvel de passeio na traseira de caminhão. O acidente ocorreu em uma via com grande fluxo de tráfego e velocidade máxima permitida de 80 km/h. Foi o primeiro a se aproximar do veículo acidentado, percebendo que o motorista do automóvel apresentava-se inconsciente, com sangramento profuso na cabeça e com dificuldade respiratória. A conduta inicial imediata deveria ser:
Em relação às doenças exantemáticas na criança, assinalar a alternativa CORRETA:
A tireoidite subaguda (não supurativa) pode causar todos os distúrbios abaixo, exceto:
Compartilhar