Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Paciente, 42 anos de idade, sexo masculino, bancário, etilista crônico, ex-presidiário, casado e pai de 2 crianças de 7 e 9 anos de idade, comparece à consulta de rotina, para controle de diabetes mellitus. Durante a consulta, relata que vem apresentando tosse produtiva, associada a episódios de febre e redução ponderal de 5 kg, há 3 semanas, e que procurou o pronto atendimento da unidade há 1 semana, sendo lhe prescrito amoxicilina, que ele usou, sem qualquer melhora clínica. No exame físico, você identifica adenomegalia axilar à direita e sopro cavernoso em ápice pulmonar direito. O RX de tórax do paciente revelou a presença de velamento alveolar em ápice direito, com formação de caverna de 2,5 cm de diâmetro e a baciloscopia do escarro acusou a presença de BAAR++. Qual das condutas abaixo NÃO se aplicaria inicialmente a esse paciente?

A
Internação hospitalar por pelo menos 2 semanas, para proteção da família e dos colegas de trabalho.
B
Investigação da infecção pelo HIV, por meio de sorologia, e avaliação do controle glicêmico.
C
Prescrição de isoniazida para as crianças se elas estiverem assintomáticas, com RX de tórax sem alterações e PPD = 5 mm.
D
Recomendar o tratamento com rifampicina + isoniazida + pirazinamida + etambutol + vitamina B6 supervisionado pela equipe local de saúde.
Lactente de 2 meses de idade, encaminhando com relato de crises convulsivas de difícil controle e microcefaleia. Mãe não realizou pré-natal. A tomografia computadorizada do encéfalo em corte axial mostrou calcificações periventiculares e microcefalia. Estas alterações são MAIS compatíveis com infecção congênita por:
Doença com incidência entre 1/20.000 e 1/200.000 nascidos vivos, que cursa com desenvolvimento de catarata, cirrose e retardo mental, se não diagnosticada e conduzida adequadamente nos primeiros meses de vida. As crianças acometidas por essa doença têm contraindicação absoluta do leite humano, de vaca e de cabra ou de qualquer outro leite que contenha lactose. Essa doença é:
Um menino de 13 anos de idade reclama de dor no joelho direito há cerca de um mês que piora após correr. Sua dor iniciou uma semana após sua admissão na equipe de corrida da escola. Nega dor em outras articulações e nega também edema e eritema articular. Sem outras queixas. Ao exame físico constata-se apenas dor à palpação da tuberosidade tibial direita. Qual a principal hipótese diagnóstica?
Tem maior risco de desenvolver osteomielite, EXCETO:
Compartilhar