Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Paciente, 32 anos de idade, G1P0A0, com gestação de 31 semanas, vem ao pré-natal referindo que apresentou palpitações, pele quente, insônia, perda de peso, aumento da tireoide e exoftalmia. Traz exames com Ht: 34%, Hb: 11g%, TSH: 0,001, T4 livre: aumentado. Ultrassonografia obstétrica, IG: 31 semanas e 2 dias, ILA: 95 mm, placenta-grau 1, peso fetal de 1000 g, apresenta aumento das medidas da tireoide fetal. Vem em uso de propiltiouracil (PTU) 400 mg/dia. A etiologia mais provável para esse quadro clínico é:

A
adenoma tóxico
B
hipertireoidismo transitório gestacional
C
doença de Graves
D
tireoidite de Hashimoto
E
bócio multinodular
Paciente adequadamente tratada de endometrite pós-parto, na qual o exame físico e os complementares não revelam alterações. A persistência de febre sugere:
A conduta em uma paciente de 50 anos, sem alteração palpatória e sem biópsia prévia, com alteração mamográfica com area espiculada do tipo cicatriz radial de 1,5 cm, classificada como categoria BIRADS IV (suspeita de malignidade), é:
Espera-se ocorrer maior formação da massa óssea total na:
Em relação à Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE), assinale a alternativa correta.
Compartilhar