Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Paciente, 58 anos de idade, apresenta ao toque retal, próstata aumentada de tamanho (40 g), superfície lisa, parenquimatosa, sulco mediano presente. A dosagem do PSA sérico total revelou níveis de 11,5 mg/ml em duas amostras diferentes. A conduta é:

A
prostatectomia radical
B
observação
C
bloqueio androgênico com análogo LHRH
D
biópsia da próstata
Paciente de 46 anos, sexo feminino, cor branca, com QDP - flatulência há mais de 10 anos, HDA - flatulência e sensação de distensão, algumas vezes associadas a períodos de fezes amolecidas, explosivas de 3 a 4 vezes ao dia, nega dor abdominal ou presença de produtos patológicos nas fezes. Antecedentes patológicos: lesões eritomatovesiculares em ambos os cotovelos, osteopenia diagnosticada há 4 anos e tratada, hipotireoidismo em tratamento, ciclo menstrual regular e habitual; antecedentes pessoais: anemia ferropriva há mais de 1 ano, tratada, história de atopia na infância; antecedentes familiares: mãe com câncer de mama. Exame físico: BEG, descorada +/4+ pele, presença de lesões populares em ambos cotovelos e demais exames sem particularidades; exames laboratoriais: Hb-10,7 leucócitos-7350 PCR- 2,3, teste de tolerância da glicose 86/94/87/84 lgA 4 AST e ALt normal, antiendomísio negativo colonoscopia normal, EDA- edema difuso das pregas duodenais com presença de pregas serrilhas. Qual a melhor conduta para o diagnóstico do caso?
Paciente de 75 anos é internado com obstrução intestinal e diagnóstico etiológico de neoplasia maligna de cólon ao nível do ângulo esplênico. Seu estado geral encontra-se bastante comprometido. A cirurgia de urgência a ser realizada é do tipo:
As interações medicamentosas, em geral, são mais suscetíveis de ocorrer:
Em relação ao corrimento vaginal é correto afirmar que:
Compartilhar