Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hematologia

Paciente 71 anos, sexo masculino com dor epigástrica, saciedade precoce e fadiga há seis meses. Apresentou quadro de abdômen agudo. Durante laparotomia, foram achadas perfuração gástrica e poli-linfoadenomegalia retroperitoneal. No exame de congelação, tratava-se de linfoma gástrico tipo MALT. Sobre a questão é correto afirmar:

A
o tratamento cirúrgico radical com gastrectomia e linfadenopatia neste caso se impõe.
B
os linfomas de MALT não estão associados com presença do H. pylori.
C
o tratamento seria igual ao adenocarcinoma gástrico.
D
rafia da perfuração e quimioterapia seriam o melhor tratamento.
E
rafia da perfuração e radioterapia intraoperatório são o tratamento mais moderno aceito.
MRS, 28 anos, com 28 e 5/7 semanas de gestação, procura Unidade Básica de Saúde, onde faz pré-natal informando que seu parceiro está com sífilis. O obstetra solicita para a paciente VDRL (Venereal Disiases Research Laboratory) e FTA-Abs (Fluorescent Treponemal Antibody - Absorption), que vieram positivos. Por apresentar alergia documentada a penicilina gestante foi tratada com estearato de eritromicina por 15 dias. Tanto o parceiro como a paciente fizeram seguimento sorológico mantendo, após tratamento, VDRLs negativos. Com 38 e 3/7 semanas, paciente entra em trabalho de parto de dá a luz, por via de parto normal a recém-nascido pesando 3.740g, com Apgar 9 e 9, sem nenhuma alteração ao exame físico. Qual a conduta diante desse recém-nascido?
Em um paciente com paralisia de Bell, que achado não indica mau prognóstico e necessidade de tratamento agressivo?
Um paciente vítima de acidente de trânsito há 2 horas, dá entrada no Pronto Socorro, apresentando sinais de contusão na região tóraco-abdominal à esquerda, dor torácica intensa à esquerda, hipotensão arterial importante, dispneia e sinais de insuficiência respiratória aguda. Os exames de imagem fazem o diagnóstico de hérnia diafragmática traumática à esquerda. Qual a melhor conduta no caso em questão?
Os agentes mais frequentemente relacionados às meningites virais e encefalites virais são respectivamente:
Compartilhar