Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Paciente apresenta tamponamento cardíaco traumático, responde rapidamente à pericardiocentese e, durante a próxima hora no setor de emergência, permanece clinicamente estável e sem evidências de novo tamponamento. Qual deve ser a melhor abordagem para esse paciente?

A
Realizar toracotomia.
B
Repetir pericardiocentese, se necessário, com cateter fino para drenagem pericárdica.
C
Realizar controle com raios-X de tórax sequencial e realizar toracotomia caso haja alargamento do mediastino.
D
Inserir tubo no saco pericárdico por acesso sub-xifoide.
E
Monitorar pressão venosa central e realizar toracotomia caso haja elevação da pressão venosa.
Em um paciente portador de paralisia cerebral tetraparética e escoliose de alto valor angular, se faz importante seu tratamento cirúrgico para:
Sobre o fígado, assinale a alternativa INCORRETA.
Mulher, 78 anos, portadora de fibrilação atrial crônica, não fazendo uso de anticoagulante, apresenta dor abdominal iniciada em região periumbilical, que se torna posteriormente difusa, com irritação peritonial. A principal hipótese diagnóstica é:
Mulher de 62 anos, nuligesta, diabética, hipertensa e obesa, com menopausa aos 56 anos, queixa-se de sangramento vaginal há cerca de 2 meses, associado a desconforto pélvico leve. Última citologia oncótica há 8 meses, sem alterações. Nega tratamento hormonal na menopausa. Qual fator de risco não está associado com o quadro acima?
Compartilhar